Membros da comitiva de uma delegação em frente da sede das Nações Unidas durante a 76ª sessão da Assembleia Geral da ONU em Nova York, 21 de setembro de 2021 - Sputnik Brasil, 1920, 09.11.2021
Panorama internacional
Notícias sobre eventos de todo o mundo. Siga informado sobre tudo o que se passa em diferentes regiões do planeta.

Estratégia dos EUA no Indo-Pacífico está dirigida contra um país, diz ministro da Defesa da China

© AP Photo / Mark SchiefelbeinMarinheiros no convés do novo destróier de mísseis guiados Type 055 Nanchang da Marinha do Exército de Libertação Popular da China durante participação de um desfile em comemoração do 70º aniversário da fundação da Marinha da China
Marinheiros no convés do novo destróier de mísseis guiados Type 055 Nanchang da Marinha do Exército de Libertação Popular da China durante participação de um desfile em comemoração do 70º aniversário da fundação da Marinha da China - Sputnik Brasil, 1920, 12.06.2022
Nos siga noTelegram
O ministro da Defesa da China, Wei Fenghe, disse no domingo (12) que a estratégia dos EUA na região do Indo-Pacífico visa fomentar o confronto na região para dissuadir um determinado país.
No final de maio em Tóquio, o presidente dos EUA, Joe Biden, lançou o novo Quadro Econômico Indo-Pacífico para a Prosperidade (IPEF, na sigla em inglês) juntamente com 12 países do Indo-Pacífico, nomeadamente, Austrália, Brunei, Índia, Japão, Coreia do Sul, Malásia, Nova Zelândia, Filipinas, Cingapura, Tailândia e Vietnã.
A iniciativa visa aumentar a cooperação entre as nações do Indo-Pacífico e proporcionar benefícios concretos para a população da região.
"Ela [a estratégia] é dirigida contra um país em particular", disse o ministro da Defesa chinês, Wei Fenghe, na cúpula de segurança do Diálogo Shangri-La, em Cingapura.
O ministro observou que Pequim considera esta estratégia uma tentativa de criar um pequeno grupo exclusivo de países sob o pretexto de uma região livre e aberta do Indo-Pacífico para controlar outras nações na região.
A referida estratégia busca fomentar conflitos "a fim de dissuadir", observou Wei.
Além disso, ele afirmou que a China "lutará até o fim" para impedir tentativas de separar Taiwan do país em meio ao aumento de tensões com os Estados Unidos sobre a ilha.
O ministro da Defesa Nacional da China, Wei Fenghe, durante uma reunião em Moscou, na Rússia, em 4 de setembro de 2020 - Sputnik Brasil, 1920, 11.06.2022
Panorama internacional
China vai 'lutar até o fim' contra tentativas de separar Taiwan do país, diz ministro
No final de maio, o ministro das Relações Exteriores da China, Wang Yi, disse que a estratégia que visa incitar o confronto e minar a paz na região está fadada ao fracasso.
Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала