Membros da comitiva de uma delegação em frente da sede das Nações Unidas durante a 76ª sessão da Assembleia Geral da ONU em Nova York, 21 de setembro de 2021 - Sputnik Brasil, 1920, 09.11.2021
Panorama internacional
Notícias sobre eventos de todo o mundo. Siga informado sobre tudo o que se passa em diferentes regiões do planeta.

Pentágono chama Ucrânia de 'prévia' de 'mundo de caos' em justificativa de 300.000 militares na Ásia

© AFP 2022 / Roslan RahmanLloyd Austin, secretário de Defesa dos EUA, fala durante cúpula do Diálogo Shangri-La em Cingapura, 11 de junho de 2022
Lloyd Austin, secretário de Defesa dos EUA, fala durante cúpula do Diálogo Shangri-La em Cingapura, 11 de junho de 2022 - Sputnik Brasil, 1920, 11.06.2022
Nos siga noTelegram
Lloyd Austin, secretário de Defesa dos EUA, referiu a operação militar especial da Rússia na Ucrânia para sugerir o fortalecimento da "ordem internacional baseada em regras".
A crise ucraniana é uma "prévia" do que pode acontecer na ausência da "ordem internacional baseada em regras" dominada pelos EUA e das botas americanas nos locais, deu a entender no sábado (11) Lloyd Austin, secretário de Defesa norte-americano.
"Portanto, vamos ser claros. A invasão russa da Ucrânia é o que acontece quando os opressores pisam as regras que nos protegem a todos. É o que acontece quando as grandes potências decidem que seus apetites imperiais importam mais do que os direitos de seus vizinhos pacíficos, e é uma prévia de um possível mundo de caos e tumulto em que nenhum de nós quereria viver", disse Austin na cúpula de segurança do Diálogo Shangri-La, em Cingapura.
Segundo o chefe do Pentágono, "vemos os perigos da desordem, então vamos aproveitar este momento para nos reunirmos com um fim. Vamos usar este momento para fortalecer a ordem internacional baseada em regras, e vamos usar este momento para pensar sobre o futuro que todos nós queremos".
Soldados paramilitares indianos mantêm guarda enquanto o comboio do exército indiano se move na rodovia Srinagar-Ladakh em Gagangeer, nordeste de Srinagar, Índia, 18 de junho de 2020 - Sputnik Brasil, 1920, 09.06.2022
Panorama internacional
General americano identifica 'contrapeso' para lidar com hegemonia da China no Pacífico
"É realmente por isso que estou aqui hoje. Os Estados Unidos estão firmemente ao lado de nossos parceiros para assegurar que continuemos caminhando rumo a essa visão compartilhada, e continuaremos fazendo nossa parte para reforçar a segurança no Indo-Pacífico. Mais membros do Exército dos EUA estão destacados aqui do que em qualquer outra parte do mundo: mais de 300.000 de nossos homens e mulheres", declarou Lloyd Austin.
O secretário de Defesa dos EUA caracterizou as alianças de segurança no Indo-Pacífico com países como a Austrália, Coreia do Sul, Filipinas, Japão e Tailândia como uma "profunda fonte de estabilidade" e mencionou os esforços de Washington para tecer "laços mais estreitos com outros parceiros", incluindo Cingapura, Índia, Indonésia e Vietnã.
Ele também prometeu um reforço da ajuda militar a Taiwan pelos EUA, e se orgulhou da intensificação do posicionamento militar de Washington na região, inclusive utilizando navios da Guarda Costeira.
"No próximo ano, nossa Guarda Costeira também implantará um navio patrulha no Sudeste Asiático e na Oceania. Isso abrirá novas oportunidades para a tripulação multinacional, treinamento e cooperação em toda a região, e será o primeiro grande navio patrulha da Guarda Costeira dos EUA permanentemente destacado na região", disse Austin.
Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала