Membros da comitiva de uma delegação em frente da sede das Nações Unidas durante a 76ª sessão da Assembleia Geral da ONU em Nova York, 21 de setembro de 2021 - Sputnik Brasil, 1920, 09.11.2021
Panorama internacional
Notícias sobre eventos de todo o mundo. Siga informado sobre tudo o que se passa em diferentes regiões do planeta.

Civis estão deixando área de usina química Azot, sob controle da Ucrânia em Severodonetsk, diz RPL

© Sputnik / Lev UstinovFábrica de Azot, em Severodonetsk, em cuja planta pessoas estavam escondidas em 11 de junho de 2022.
Fábrica de Azot, em Severodonetsk, em cuja planta pessoas estavam escondidas em 11 de junho de 2022.  - Sputnik Brasil, 1920, 11.06.2022
Nos siga noTelegram
Os civis estão começando a deixar uma fábrica de produtos químicos sitiada na cidade de Severodonetsk, na República Popular de Lugansk, disse o enviado da república popular à Rússia neste sábado (11).
Rodion Miroshnik disse no início do dia que até 500 civis estavam presos debaixo do complexo depois de escapar de tiroteios.
Cerca de 300 a 400 soldados ucranianos no controle da fábrica de Azot estão impedindo a saída de civis.
"Os civis estão deixando Azot por uma segunda passagem. Esta passagem não é controlada por militantes [forças ucranianas]. Nossas forças conjuntas estão se reunindo com eles [civis] e levando-os para um local seguro", declarou Miroshnik.
Militantes do batalhão nacionalista Azov evacuados em Mariupol, foto publicada em 19 de maio de 2022 - Sputnik Brasil, 1920, 20.05.2022
Panorama internacional
Shoigu: Rússia, RPD e RPL aumentam controle sobre Donbass, libertação plena de Lugansk está próxima
A Rússia deflagrou sua operação militar especial na Ucrânia em 24 de fevereiro, com objetivo de "desmilitarizar e desnazificar" o país vizinho, após as repúblicas populares de Donetsk (RPD) e Lugansk (RPL) pedirem ajuda para se defenderem da intensificação dos ataques ucranianos.
Somente a infraestrutura militar ucraniana está sendo visada. Moscou já reiterou, por diversas vezes, que não mantém planos de ocupar o país.
Em retaliação, os EUA, a União Europeia (UE) seus aliados iniciaram a aplicação de sanções contra Moscou.
Líder da RPD Leonid Pasechnik (à esquerda) e líder da RPL Denis Pushilin durante o fórum de integração Donbass Russo em Donetsk - Sputnik Brasil, 1920, 27.03.2022
Panorama internacional
Líder da RPL anuncia possível referendo sobre adesão da república popular à Rússia
Entre as medidas estão restrições econômicas às reservas internacionais russas e a suas exportações de petróleo, gás, aço e ferro.
A escalada de sanções impostas pelo Ocidente transformou a Rússia, de forma disparada, na nação mais sancionada do mundo, segundo a plataforma Castellum.ai, serviço de rastreamento de restrições econômicas no mundo.
No total, estão em vigor 10.625 medidas restritivas contra a Rússia, segundo os cálculos do site. A quantidade é quase o triplo das 3.637 sanções impostas pelo Ocidente ao Irã. Na sequência, aparecem a Síria (2.614), a Coreia do Norte (2.111), Belarus (1.133), a Venezuela (651) e Mianmar (567).
Mapa mostrando resultados correntes da operação das Forças Armadas russas na Ucrânia - Sputnik Brasil, 1920, 16.03.2022
Panorama internacional
Confira por onde Rússia, RPD e RPL já passaram na Ucrânia
Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала