Membros da comitiva de uma delegação em frente da sede das Nações Unidas durante a 76ª sessão da Assembleia Geral da ONU em Nova York, 21 de setembro de 2021 - Sputnik Brasil, 1920, 09.11.2021
Panorama internacional
Notícias sobre eventos de todo o mundo. Siga informado sobre tudo o que se passa em diferentes regiões do planeta.

Autoridades alemãs bloqueiam planos da Espanha de transferir tanques Leopard 2 à Ucrânia, diz mídia

© AP Photo / Mindaugas KulbisSoldados da Organização do Tratado do Atlântico Norte (OTAN) em um tanque alemão Leopard 2, durante exercício da aliança na Lituânia (foto de arquivo)
Soldados da Organização do Tratado do Atlântico Norte (OTAN) em um tanque alemão Leopard 2, durante exercício da aliança na Lituânia (foto de arquivo) - Sputnik Brasil, 1920, 11.06.2022
Nos siga noTelegram
A Alemanha impediu os planos da Espanha de transferir tanques Leopard 2 à Ucrânia, informou o site alemão Business Insider. Segundo a imprensa espanhola, as autoridades de Madri planejavam enviar a Kiev 40 tanques deste modelo de fabricação alemã.
Porém, conforme noticiou o Business Insider, Berlim não concordou com a iniciativa do governo espanhol.
Primeiramente, a quantidade de tanques seria reduzida para dez. Mas depois verificou-se que nenhum dos veículos estavam nas condições adequadas. Levariam "muitos meses para prepará-los novamente", informou o site, citando uma fonte nos círculos do governo alemão.
A discussão sobre a transferência do Leopard 2 da Espanha para a Ucrânia também "aumentou a pressão" sobre o chanceler alemão Olaf Scholz quanto ao fornecimento de armas pesadas a Kiev.
Bandeira da Ucrânia sobreposta por uma bandeira da União Europeia no escritório da representação do bloco em Berlim, Alemanha, 5 de abril de 2022 - Sputnik Brasil, 1920, 06.06.2022
Panorama internacional
Sem receber armamento pesado de Berlim, Ucrânia chama decisão política alemã de 'desgraça'
A Rússia iniciou sua operação militar especial na Ucrânia em 24 de fevereiro, com objetivo de "desmilitarizar e desnazificar" o país vizinho, após as repúblicas populares de Donetsk (RPD) e Lugansk (RPL) pedirem ajuda para se defenderem da intensificação dos ataques ucranianos.
Segundo o Ministério da Defesa russo, somente a infraestrutura militar ucraniana está sendo visada. Moscou já reiterou, por diversas vezes, que não mantém planos de ocupar o país.
Em retaliação à operação, os EUA, a União Europeia (UE) e seus aliados iniciaram a aplicação de sanções contra Moscou. Entre as medidas estão restrições econômicas às reservas internacionais russas e a suas exportações de petróleo, gás, aço e ferro.
A escalada de sanções impostas pelo Ocidente transformou a Rússia, de forma disparada, na nação mais sancionada do mundo, segundo a plataforma Castellum.ai, serviço de rastreamento de restrições econômicas no mundo.
No total, estão em vigor 10.625 medidas restritivas contra a Rússia, segundo os cálculos do site. A quantidade é quase o triplo das 3.637 sanções impostas pelo Ocidente ao Irã. Na sequência, aparecem a Síria (2.614), a Coreia do Norte (2.111), Belarus (1.133), a Venezuela (651) e Mianmar (567).
O embaixador russo nos Estados Unidos, Anatoly Antonov, antes da reunião ampliada do Conselho da Federação da Rússia, 31 de março de 2021 - Sputnik Brasil, 1920, 10.06.2022
Panorama internacional
Embaixador russo aponta questões globais que EUA 'não resolverão' sem boas relações bilaterais
Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала