- Sputnik Brasil, 1920
Notícias do Brasil
Notícias sobre política, economia e sociedade do Brasil. Entrevistas e análises de especialistas sobre assuntos que importam ao país.

Exportações entre países do BRICS totalizaram R$ 2,24 trilhões em 2021, diz governo brasileiro

© AP Photo / Pavel GolovkinDa esquerda para a direita: Xi Jinping, presidente da China; Vladimir Putin, presidente da Rússia; Jair Bolsonaro (sentado), presidente do Brasil; Narendra Modi, primeiro-ministro da Índia; e Cyril Ramaphosa, presidente da África do Sul. Líderes do BRICS se reuniram no Palácio do Itamaraty, em Brasília, Brasil, 14 de novembro de 2019
Da esquerda para a direita: Xi Jinping, presidente da China; Vladimir Putin, presidente da Rússia; Jair Bolsonaro (sentado), presidente do Brasil; Narendra Modi, primeiro-ministro da Índia; e Cyril Ramaphosa, presidente da África do Sul. Líderes do BRICS se reuniram no Palácio do Itamaraty, em Brasília, Brasil, 14 de novembro de 2019 - Sputnik Brasil, 1920, 10.06.2022
Nos siga noTelegram
O secretário especial adjunto de Comércio Exterior e Assuntos Internacionais do Ministério da Economia, João Rossi, informou que as exportações entre os países do BRICS (grupo que reúne Brasil, Rússia, Índia, China e África do Sul) tiveram um aumento de 32,6% no ano passado, chegando a US$ 451 bilhões (R$ 2,24 trilhões).
O valor foi revelado na quinta-feira (9), durante videoconferência da 12ª Reunião de Ministros de Comércio do agrupamento. O encontro antecedeu a 14ª Reunião de Cúpula do BRICS, que será realizada nos dias 23 e 24, também em formato virtual.
Da esquerda para a direita: presidente da África do Sul, Cyril Ramaphosa; primeiro-ministro da Índia, Narendra Modi; presidente da China, Xi Jinping; presidente da Rússia, Vladimir Putin; e presidente do Brasil, Jair Bolsonaro, em 14 de novembro de 2019 - Sputnik Brasil, 1920, 16.05.2022
Panorama internacional
BRICS no divã: quais os desafios fundamentais do grupo que concentra mais de 30% do PIB mundial?
Já as exportações do BRICS para o resto do mundo cresceram 23,4%, atingindo um total de US$ 4,3 trilhões (R$ 21,4 trilhões).
De olho nas cifras e no potencial comercial do grupo, o Brasil quer aprofundar a parceria entre os membros do BRICS, acrescentou ele.

"Esses números demonstram não apenas a força do nosso grupo, mas também indicam o nosso potencial inexplorado", declarou Rossi.

Bandeira do Brasil em evento do BRICS em São Petersburgo, na Rússia - Sputnik Brasil, 1920, 31.05.2022
Notícias do Brasil
BRICS é fundamental para futuro presidente do Brasil em novo eixo econômico global, diz especialista
Ele também elencou algumas formas de aprofundar a parceria econômica entre seus membros.

"Mais do que nunca, é crucial assegurarmos a abertura, eficiência, estabilidade e resiliência das cadeias de abastecimento globais e regionais, considerando o comércio de bens e serviços", declarou.

De acordo com uma nota do Ministério da Economia, a reunião tratou de pautas discutidas ao longo do primeiro semestre pelo Grupo de Contato sobre Assuntos Econômicos e de Comércio (CGETI, na sigla em inglês), copresidido no Brasil pelos ministérios da Economia e das Relações Exteriores.

"As autoridades debateram questões como sistema multilateral de comércio e reforma da OMC [Organização Mundial do Comércio], economia digital, cadeias de valor, comércio e investimentos para o desenvolvimento sustentável", informou o comunicado.

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала