- Sputnik Brasil, 1920
Notícias do Brasil
Notícias sobre política, economia e sociedade do Brasil. Entrevistas e análises de especialistas sobre assuntos que importam ao país.

Brasil aprova MP que amplia participação privada nas estratégias de defesa do país

© Foto / Fernando Frazão/Agência BrasilHelicópteros das três forças armadas (Marinha, Exército e Aeronáutica) brasileiras realizam manobras no Navio-Aeródromo Multipropósito "Atlântico", em movimento durante a Operação "Poseidon 2021"
Helicópteros das três forças armadas (Marinha, Exército e Aeronáutica) brasileiras realizam manobras no Navio-Aeródromo Multipropósito Atlântico, em movimento durante a Operação Poseidon 2021 - Sputnik Brasil, 1920, 10.06.2022
Nos siga noTelegram
O Brasil aprovou na noite de ontem (9) a medida provisória (MP) 1.123, que trata do credenciamento de empresas estratégicas do setor de defesa.
Com Jair Bolsonaro ausente devido à Cúpula das Américas, o presidente da República em exercício, Rodrigo Pacheco (PSD-MG), que também é presidente do Senado, publicou a MP 1.123 no Diário Oficial da União desta sexta-feira (10).
A medida altera as normas sobre as EEDs (empresas estratégicas de defesa), que são pessoas jurídicas credenciadas pelo Ministério da Defesa para compras, contratações e desenvolvimento de produtos e sistemas de defesa.
A partir de hoje (10) as EEDs são classificadas como "essenciais para a promoção do desenvolvimento científico e tecnológico brasileiro e fundamentais para preservação da segurança e defesa nacional contra ameaças externas".
Submarino de classe Scorpène S40 Riachuelo, o primeiro do Prosub (Programa de Desenvolvimento de Submarinos) a ser lançado ao mar, em 2018 - Sputnik Brasil, 1920, 06.06.2022
Notícias do Brasil
Brasil abre diálogo com agência internacional sobre combustível para submarino nuclear
As EEDs são organizações tecnológicas com modernas diretrizes e know-how que podem auxiliar, se necessário, na defesa do território nacional. O processo de avaliação considera a complexidade das inteligências desenvolvidas pelas companhias.
Com a recente adição da Intelbras, em agosto do ano passado, apenas 139 empresas fazem parte do seleto grupo das credenciadas como EED no país.
A MP recém-aprovada reforça o papel da iniciativa privada no desenvolvimento de tecnologias que podem ser usadas para a defesa do Brasil.
Essas empresas têm uma série de incentivos e passam por uma criteriosa avaliação para determinar aquelas que dispõem de conhecimento e de tecnologias essenciais para a manutenção da soberania nacional.
Palavras do Comandante da Aeronáutica, Tenente-Brigadeiro do Ar Carlos de Almeida Baptista Junior (foto de arquivo) - Sputnik Brasil, 1920, 23.05.2022
Notícias do Brasil
Comandante da FAB diz que Forças Aéreas 'cumprirão a lei' diante de qualquer resultado das eleições
O texto publicado por Rodrigo Pacheco, segundo informações da Agência Senado, autoriza o ministro da Defesa a descredenciar EEDs "no interesse da defesa nacional", garantido o direito de defesa da empresa.
O ministro da Defesa também pode negar um descredenciamento pedido pela própria EED, "quando houver risco para o interesse da defesa nacional", obrigando a empresa a permanecer credenciada por até cinco anos.
Pelo texto da MP, o Ministério da Defesa é obrigado a comunicar a condição ou a perda de condição de EED ao Departamento Nacional de Registro Empresarial e Integração, órgão subordinado ao Ministério da Economia.
A MP tem vigência até 21 de agosto, prorrogável por mais 60 dias. Os parlamentares têm até a próxima terça-feira (14) para apresentar emendas. O texto entra em regime de urgência em 7 de agosto, caso não tenha sido apreciado pelo Congresso.
Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала