Membros da comitiva de uma delegação em frente da sede das Nações Unidas durante a 76ª sessão da Assembleia Geral da ONU em Nova York, 21 de setembro de 2021 - Sputnik Brasil, 1920, 09.11.2021
Panorama internacional
Notícias sobre eventos de todo o mundo. Siga informado sobre tudo o que se passa em diferentes regiões do planeta.

Trump coordenou plano de 7 partes para derrubar eleições de 2020, diz comitê do Capitólio

© AP Photo / Alex BrandonPrimeira audiência pública, em Washington, em 9 de junho de 2022, sobre as conclusões das investigações de um ano da invasão ao Capitólio
Primeira audiência pública, em Washington, em 9 de junho de 2022, sobre as conclusões das investigações de um ano da invasão ao Capitólio - Sputnik Brasil, 1920, 09.06.2022
Nos siga noTelegram
O comitê da Câmara dos Representantes dos Estados Unidos, que investiga o motim de 6 de janeiro de 2021, no Capitólio, afirmou que apresentará evidências sobre como o ex-presidente Donald Trump teria coordenado um plano de sete partes para anular os resultados das eleições presidenciais de 2020 nos EUA.
A informação foi revelada por Liz Cheney, vice-presidente do comitê, durante a primeira audiência pública sobre os resultados das investigações relacionadas à invasão, realizada nesta quinta-feira (9).

"Durante vários meses, Donald Trump supervisionou e coordenou um plano sofisticado de sete partes para derrubar a eleição presidencial e impedir a transferência do poder presidencial. Vocês verão evidências de cada elemento desse plano", disse Cheney na noite desta quinta-feira (9).

Segundo Cheney, o painel também mostrará que Trump supostamente planejava substituir o então procurador-geral, Bill Barr, para que o Departamento de Justiça dos EUA pudesse disseminar falsas alegações eleitorais.
Ivanka Trump, em entrevista gravada em 6 de janeiro, diz que aceitou a descoberta do [ex-procurador-geral Bill] Barr de que não havia fraude eleitoral generalizada. "Eu respeito o procurador-geral Barr, então aceitei o que ele estava dizendo."
Novas imagens divulgadas pelo comitê da Câmara mostraram um policial tentando lutar contra milhares de apoiadores de Trump durante a invasão ao local. Em um trecho, o policial grita: "Não podemos segurar, vamos ter muitas pessoas aqui. Olhe daqui, cara. Estamos ferrados."
© AP Photo / Manuel Balce CenetaMembro de teoria de conspiração favorável a Trump discute com agente de Segurança do país durante invasão do Capitólio, em Washington, no dia 6 de janeiro de 2021
Membro de teoria de conspiração favorável a Trump discute com agente de Segurança do país durante invasão do Capitólio, Washington, 6 de janeiro de 2021 - Sputnik Brasil, 1920, 09.06.2022
Membro de teoria de conspiração favorável a Trump discute com agente de Segurança do país durante invasão do Capitólio, em Washington, no dia 6 de janeiro de 2021. Foto de arquivo

'Povo americano merece respostas'

Pouco antes do início da audiência, foram transmitidos trechos de discurso do presidente do comitê, Bennie Thompson, realizado em 6 de janeiro deste ano.
"Não podemos varrer o que aconteceu para debaixo do tapete. O povo americano merece respostas", disse Thompson. "Então, nesta noite e nas próximas semanas, vamos lembrá-los da realidade do que aconteceu naquele dia."
Janet Yellen, secretária do Tesouro dos EUA, durante coletiva de imprensa no Departamento do Tesouro em Washington, EUA, 21 de abril de 2022 - Sputnik Brasil, 1920, 09.06.2022
Panorama internacional
Sanções contra Rússia atingem combustíveis e alimentos nos EUA, admite secretária do Tesouro
Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала