- Sputnik Brasil, 1920
Notícias do Brasil
Notícias sobre política, economia e sociedade do Brasil. Entrevistas e análises de especialistas sobre assuntos que importam ao país.

Justiça decreta prisão de suspeito após desaparecimento de indigenista e jornalista britânico

© AFP 2022 / Joao LaetColaborador do jornal The Guardian, jornalista britânico Dom Phillips percorre a Amazônia em 16 de novembro de 2019
Colaborador do jornal The Guardian, jornalista britânico Dom Phillips percorre a Amazônia em 16 de novembro de 2019 - Sputnik Brasil, 1920, 09.06.2022
Nos siga noTelegram
A Justiça brasileira decretou a prisão temporária por cinco dias de Amarildo da Costa de Oliveira, o Pelado, suspeito de envolvimento no desaparecimento do indigenista Bruno Araújo Pereira e do jornalista inglês Dom Phillips.
A prisão foi decretada durante a audiência de custódia do suspeito, realizada na tarde desta quinta-feira (9).
Uma testemunha afirmou que viu Amarildo da Costa de Oliveira, o Pelado, carregar uma espingarda e fazer um cinto de munições e cartuchos pouco depois que o indigenista Bruno Araújo Pereira e o jornalista inglês Dom Phillips deixaram a comunidade São Rafael com destino a Atalaia do Norte, na manhã do último domingo (5).
A testemunha disse que Pelado é um "homem muito perigoso", que vinha prometendo "acertar contas" com Bruno, segundo informações do jornal O Globo.
Logo depois que Pereira e Phillips deixaram a comunidade, um colega de Pelado foi visto em seu barco com o motor ligado em ponto morto, à espera dele.
O indigenista brasileiro Bruno Araújo Pereira, da Funai (Fundação Nacional do Índio), em março de 2019 - Sputnik Brasil, 1920, 06.06.2022
Notícias do Brasil
Jornalista inglês e indigenista da Funai desaparecem na Amazônia
Pelado e outros comparsas teriam sido vistos por ribeirinhos trafegando em uma lancha logo atrás da embarcação dos dois desaparecidos no dia em que sumiram.
O motivo da prisão, porém, não tem relação com o desaparecimento. Ele tinha munição de uso restrito e uma quantidade de droga em seu poder quando foi encontrado. Por conta disso, acabou autuado em flagrante.
A testemunha disse ainda que não "restam dúvidas" de que Amarildo da Costa e outros homens fizeram "algo ruim" contra o barco do indigenista e do jornalista.
Atualmente Phillips mora em Salvador. Ele é um dos correspondentes estrangeiros mais longevos do país e faz reportagens sobre o Brasil há mais de 15 anos.
A Polícia Federal, o Ministério Público Federal e o Exército foram acionados para realizar buscas.
Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала