Membros da comitiva de uma delegação em frente da sede das Nações Unidas durante a 76ª sessão da Assembleia Geral da ONU em Nova York, 21 de setembro de 2021 - Sputnik Brasil, 1920, 09.11.2021
Panorama internacional
Notícias sobre eventos de todo o mundo. Siga informado sobre tudo o que se passa em diferentes regiões do planeta.

Jogo duplo e objetivos dos EUA na Ucrânia são expostos por jornalista espanhol

© AP Photo / Susan WalshO presidente Joe Biden faz uma pausa enquanto fala durante coletiva de imprensa na Sala Leste da Casa Branca, em Washington, quarta-feira, 19 de janeiro de 2022
O presidente Joe Biden faz uma pausa enquanto fala durante coletiva de imprensa na Sala Leste da Casa Branca, em Washington, quarta-feira, 19 de janeiro de 2022 - Sputnik Brasil, 1920, 06.06.2022
Nos siga noTelegram
Ao apoiar a Ucrânia, os EUA possuem dois objetivos: desgastar a Rússia e testar a reação da China às suas ações, afirmou o jornalista Omar Garces.
"Para Washington, o mais importante é sair do conflito na Ucrânia como a única potência no mundo unipolar", destacou.
De acordo com o jornalista, nos últimos anos, a Rússia e a China, bem como outros países no auge do desenvolvimento econômico, ultrapassaram os EUA ou ameaçaram os interesses norte-americanos em diversas partes do planeta.
Isso fez com que Washington elaborasse uma estratégia para salvar sua influência no mundo.
Sendo assim, no conflito da Ucrânia, os EUA têm como objetivo enfraquecer a Rússia, reduzir sua chance de vitória, bem como comprometer sua economia.
Bandeiras dos EUA e da União Europeia (UE) - Sputnik Brasil, 1920, 06.06.2022
Panorama internacional
Mídia polonesa: EUA 'sacrificam' Europa para travar guerra econômica contra Rússia sem sofrer danos
Para isso, os norte-americanos recorreram a diversos elementos da era da Guerra Fria como, por exemplo, provocar pânico na Europa com uma imagem ruim de Moscou, embora a Rússia assegure que não violará a soberania europeia.
Além disso, Washington usa o conflito na Ucrânia para estudar a reação de Pequim às ações dos EUA.
Apesar dos riscos, as autoridades norte-americanas seguem em busca de conflitos para obter o domínio mundial, conclui o jornalista.
Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала