Membros da comitiva de uma delegação em frente da sede das Nações Unidas durante a 76ª sessão da Assembleia Geral da ONU em Nova York, 21 de setembro de 2021 - Sputnik Brasil, 1920, 09.11.2021
Panorama internacional
Notícias sobre eventos de todo o mundo. Siga informado sobre tudo o que se passa em diferentes regiões do planeta.

China acusa Canadá de se esconder atrás de resoluções da ONU para espionar e provocar

© AFP 2022 / JASON LEEAs bandeiras do Canadá e da China hasteadas para o primeiro diálogo de estratégia econômica e financeira China-Canadá em Pequim, 12 de novembro de 2018
As bandeiras do Canadá e da China hasteadas para o primeiro diálogo de estratégia econômica e financeira China-Canadá em Pequim, 12 de novembro de 2018 - Sputnik Brasil, 1920, 06.06.2022
Nos siga noTelegram
O Ministério da Defesa da China acusou o Canadá de se esconder atrás de resoluções das Nações Unidas para realizar "operações de inteligência" e "provocações".
O porta-voz da Defesa chinesa, Wu Qian, disse que a Força Aérea canadense "recentemente intensificou suas operações de inteligência e provocação em relação à China sob o pretexto de cumprir as resoluções do Conselho de Segurança da ONU".
A China rejeita veementemente tais ações, pois "representam uma ameaça à segurança nacional e colocam em risco o pessoal de ambos os lados", disse Wu.
"A China pede ao Canadá que enfrente a gravidade da situação, controle estritamente suas tropas da linha de frente e pare de empreender quaisquer ações arriscadas e provocativas; caso contrário, o Canadá terá que assumir todas as responsabilidades por quaisquer consequências graves de tais ações", afirmou Wu.
O porta-voz respondeu assim à declaração que as Forças Armadas do Canadá emitiram em 1º de junho.
Na ocasião, o Canadá afirmou que os pilotos militares chineses não respeitam as normas de segurança aérea e realizam frequentemente manobras arriscadas, obrigando, por exemplo, o avião de patrulha marítima CP-140 Aurora da Força Aérea canadense, encarregado de monitorar possíveis violações das sanções internacionais impostas à Coreia do Norte, a alterar a rota de voo para evitar uma colisão.
Caça chinês J-16 - Sputnik Brasil, 1920, 05.06.2022
Panorama internacional
Caça chinês lançou partículas de metal ao interceptar avião de patrulha da Austrália, diz Camberra
Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала