Membros da comitiva de uma delegação em frente da sede das Nações Unidas durante a 76ª sessão da Assembleia Geral da ONU em Nova York, 21 de setembro de 2021 - Sputnik Brasil, 1920, 09.11.2021
Panorama internacional
Notícias sobre eventos de todo o mundo. Siga informado sobre tudo o que se passa em diferentes regiões do planeta.

Presidente da União Africana pede suspensão de sanções sobre trigo e fertilizantes russos

© AFP 2022 / MIKHAIL KLIMENTYEVO presidente russo, Vladimir Putin, se encontra com o presidente da União Africana (UA) e do Senegal, Macky Sall, em Sochi, 3 de junho de 2022
O presidente russo, Vladimir Putin, se encontra com o presidente da União Africana (UA) e do Senegal, Macky Sall, em Sochi, 3 de junho de 2022 - Sputnik Brasil, 1920, 04.06.2022
Nos siga noTelegram
Macky Sall afirmou que Vladimir Putin expressou "sua disponibilidade para facilitar a exportação de grãos ucranianos".
Nesta sexta-feira (3), o presidente do Senegal e da União Africana (UA), Macky Sall, exortou os países ocidentais a retirarem as restrições que impedem a exportação de trigo e fertilizantes russos.
Em reunião com o presidente russo Vladimir Putin, em Sochi, o líder senegalês observou que as sanções contra a Rússia cortaram o acesso dos países africanos "aos grãos, especialmente ao trigo russo e, o mais importante, aos fertilizantes".
"Existem dois problemas principais: a crise [de alimentos] e as sanções. Temos que trabalhar para resolver esses dois problemas e, assim, eliminar as sanções sobre os produtos alimentícios, em particular grãos e fertilizantes", disse Sall.
Logo após a reunião, o líder senegalês tuitou que "o presidente Putin expressou sua disponibilidade para facilitar a exportação de grãos ucranianos. A Rússia está pronta para garantir a exportação de seu trigo e fertilizantes".
Bandeira da União Europeia na Alemanha - Sputnik Brasil, 1920, 03.06.2022
Panorama internacional
União Europeia adotou definitivamente 6º pacote de sanções contra Rússia
"Peço a todos os parceiros que retirem as sanções sobre o trigo e fertilizantes", acrescentou.
A posição de Sall reflete o "compromisso do continente", disse um de seus assessores em um comentário à revista Jeune Afrique, sob condição de anonimato. Ele observou que, apesar da pressão do Ocidente, metade dos países africanos se absteve de condenar a operação militar especial russa na Ucrânia.
De acordo com a fonte, a África chegou a uma posição comum no início de maio. Em suas palavras, esta posição partilhada em relação ao conflito entre a Rússia e a Ucrânia foi alcançada devido à necessidade de os países africanos se fazerem ouvir e assim expressarem as preocupações do continente, cuja segurança alimentar depende, em grande medida, destes dois países.
Ainda na sexta-feira, Putin culpou os países ocidentais por agravarem a crise alimentar mundial. Ele também disse que os problemas em torno do abastecimento de alimentos começaram a ocorrer durante a pandemia, antes do início da operação militar russa na Ucrânia.
Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала