Membros da comitiva de uma delegação em frente da sede das Nações Unidas durante a 76ª sessão da Assembleia Geral da ONU em Nova York, 21 de setembro de 2021 - Sputnik Brasil, 1920, 09.11.2021
Panorama internacional
Notícias sobre eventos de todo o mundo. Siga informado sobre tudo o que se passa em diferentes regiões do planeta.

General dos EUA diz que enviar MiGs para apoiar Ucrânia é 'a melhor solução imediata'

© AP Photo / Evan VucciArquivo: o comandante-geral da Guarda Nacional da Califórnia, David Baldwin testemunha no Capitólio em Washington, 7 de dezembro de 2016
Arquivo: o comandante-geral da Guarda Nacional da Califórnia, David Baldwin testemunha no Capitólio em Washington, 7 de dezembro de 2016 - Sputnik Brasil, 1920, 04.06.2022
Nos siga noTelegram
O comandante da Guarda Nacional da Califórnia pediu a Washington que forneça a Kiev aviões de guerra MiG, projetados pelos soviéticos.
O comandante-geral da Guarda Nacional da Califórnia, David Baldwin sugeriu que o governo dos EUA e as autoridades de outras nações ocidentais deveriam considerar fornecer à Ucrânia aeronaves de combate – algo que Kiev vem pedindo há muito tempo.
O major-general David Baldwin disse ao Politico, nesta sexta-feira (3), que os jatos projetados pelos soviéticos, com os quais os pilotos ucranianos estão familiarizados, são a melhor escolha de curto prazo.

"Os MiGs são a melhor solução imediata para apoiar os ucranianos, mas caças americanos ou ocidentais são opções que devem ser exploradas o mais rápido possível", disse Baldwin.

Na quinta-feira (2), o general também revelou a jornalistas que oficiais militares dos EUA estavam ajudando seus colegas ucranianos a organizar pedidos de caças para nações ocidentais.
Um caminhão lançador atira um Sistema de Foguetes de Alta Mobilidade (Himars), durante exercícios no sul do Marrocos, em 9 de junho de 2021 - Sputnik Brasil, 1920, 31.05.2022
Panorama internacional
EUA enviarão sistema de mísseis de longo alcance à Ucrânia, diz mídia
Em março deste ano, um esquema de entrega de caças MiG à Ucrânia, envolvendo a Polônia, Estado-membro da Organização do Tratado do Atlântico Norte (OTAN), com os EUA substituindo as aeronaves polonesas por F-16, acabou por fracassar. No entanto, Baldwin ainda tem esperança de que a Força Aérea Ucraniana acabe recebendo esse tipo de aeronave.
Além disso, o general disse que nos próximos seis meses a um ano e depois em longo prazo, as entregas de caças fabricados no Ocidente também devem ser consideradas e que é necessária uma "discussão sobre números, tipos e capacidades de aeronaves". O comandante da Guarda Nacional afirmou que o foco deve ser encontrar um sistema "que seja eficaz, disponível e acessível" para os ucranianos.
A Guarda Nacional da Califórnia há muito que tem um relacionamento próximo com membros das Forças Armadas da Ucrânia, com quem realiza exercícios conjuntos desde a década de 1990, informou o portal. Ultimamente os pilotos da guarda têm mantido contato próximo com seus colegas ucranianos e compartilhado conselhos táticos.
No entanto, o tenente-coronel Brandon Hill, porta-voz da Guarda Nacional da Califórnia, enfatizou na quinta-feira que a autoridade final para decidir se fornecerá caças fabricados nos EUA a Kiev é da Casa Branca e o Pentágono. Ao mesmo tempo, o oficial reconheceu que, mesmo antes de a Rússia iniciar sua operação militar especial, já havia planos para tornar os militares ucranianos "interoperáveis com a OTAN", inclusive dando-lhes a oportunidade de operar jatos de combate ocidentais.
© AP Photo / Alik KepliczAutoridades passam por caças estacionados no pátio, um Mig-29 da Força Aérea Polonesa, à esquerda, um F-16 da Força Aérea Polonesa, ao centro e um F-22 Raptor dos EUA em uma base militar em Lask, Polônia, segunda-feira, 31 de agosto de 2015
Autoridades passam por caças estacionados no pátio, um Mig-29 da Força Aérea Polonesa, à esquerda, um F-16 da Força Aérea Polonesa, ao centro e um F-22 Raptor dos EUA em uma base militar em Lask, Polônia, segunda-feira, 31 de agosto de 2015 - Sputnik Brasil, 1920, 04.06.2022
Autoridades passam por caças estacionados no pátio, um Mig-29 da Força Aérea Polonesa, à esquerda, um F-16 da Força Aérea Polonesa, ao centro e um F-22 Raptor dos EUA em uma base militar em Lask, Polônia, segunda-feira, 31 de agosto de 2015
Os caças MiG projetados pelos soviéticos ainda fazem parte das forças aéreas de países membros da OTAN como a Bulgária, a Polônia e a Eslováquia.
No entanto, em março, quando Varsóvia propôs entregar parte de sua frota a Kiev com a condição de que os EUA os substituíssem por F-16, a Casa Branca se recusou a apoiar o esquema.
John Kirby, porta-voz do Pentágono na época, disse que os EUA "não apoiavam a transferência dos caças para a Força Aérea ucraniana neste momento" e "também não desejavam vê-los sob nossa custódia". Ele citou o risco de que a Rússia pudesse interpretar a medida como um Estado-membro da OTAN se envolvendo diretamente no conflito, o que poderia levar a um confronto direto entre Moscou e a aliança militar.
Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала