Membros da comitiva de uma delegação em frente da sede das Nações Unidas durante a 76ª sessão da Assembleia Geral da ONU em Nova York, 21 de setembro de 2021 - Sputnik Brasil, 1920, 09.11.2021
Panorama internacional
Notícias sobre eventos de todo o mundo. Siga informado sobre tudo o que se passa em diferentes regiões do planeta.

Bombardeiros da Força Aérea da China realizam exercício noturno em área em torno de Taiwan

CC BY-SA 4.0 / Alert5 / H-6K landing (cropped image)Bombardeiro Xian H-6K da Força Aérea do Exército de Libertação Popular da China
Bombardeiro Xian H-6K da Força Aérea do Exército de Libertação Popular da China - Sputnik Brasil, 1920, 03.06.2022
Nos siga noTelegram
O agrupamento militar da China responsável pelo monitoramento da área em torno de Taiwan, realizou recentemente um voo noturno de treinamento de bombardeiros que teve uma duração de seis horas, comunicou mídia estatal nesta quarta-feira (1º).
Os bombardeiros faziam parte do Comando do Teatro Oriental do Exército de Libertação Popular (ELP), que supervisiona a situação em todo o estreito de Taiwan e também parte do mar da China Oriental.
"Mais de 10 bombardeiros de vários tipos, equipados com armas, decolaram em conjunto. Eles chegaram à localização do adversário e simularam exercícios de ataques de mísseis", informou a CCTV, emissora estatal chinesa.
A mídia adicionou que as manobras foram realizadas para testar as capacidades de mobilização e ataque da Força Aérea do ELP, avança South China Morning Post.
Nas últimas semanas, o Exército chinês tem conduzido uma série de exercícios militares reais, em uma tentativa de intensificar o treinamento de "combate realista" no mar da China Oriental em meio ao aumento de tensões em torno de Taiwan.
Os exercícios chineses coincidiram com visitas de legisladores dos EUA à ilha autogovernada, que expressaram seu apoio à Taipé.
Esta fotografia tirada e divulgada em 11 de maio de 2018 pelo Ministério da Defesa de Taiwan mostra um caça F-16 da Força Aérea da República da China (Taiwan), à esquerda, voando ao lado de um bombardeiro H-6K da Força Aérea do Exército de Libertação Popular da China (ELP) em suposto sobrevoo sob o canal de Bashi, ao sul de Taiwan - Sputnik Brasil, 1920, 01.06.2022
Panorama internacional
Militares chineses dizem que patrulhas aéreas e marítimas perto de Taiwan são 'medida necessária'
Na semana passada, durante sua visita à Ásia, o presidente dos EUA Joe Biden disse que Washington estava disposto a responder militarmente e defender Taiwan em caso de invasão chinesa.
Pequim considera Taiwan parte inalienável de seu território soberano e se opõe a quaisquer contatos oficiais entre a ilha e outros países. Enquanto isso, os EUA apoiam as forças pró-independentistas em Taiwan e vendem armas à ilha.
Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала