Membros da comitiva de uma delegação em frente da sede das Nações Unidas durante a 76ª sessão da Assembleia Geral da ONU em Nova York, 21 de setembro de 2021 - Sputnik Brasil, 1920, 09.11.2021
Panorama internacional
Notícias sobre eventos de todo o mundo. Siga informado sobre tudo o que se passa em diferentes regiões do planeta.

Sanções contra a Rússia colocarão fim à hegemonia dos EUA, diz deputado venezuelano

© AP Photo / Geert Vanden WijngaertMembro da equipe de protocolo ajusta as bandeiras dos EUA e União Europeia (UE) antes da chegada de chanceleres para um encontro em Bruxelas, Bélgica, 4 de março de 2022
Membro da equipe de protocolo ajusta as bandeiras dos EUA e União Europeia (UE) antes da chegada de chanceleres para um encontro em Bruxelas, Bélgica, 4 de março de 2022 - Sputnik Brasil, 1920, 02.06.2022
Nos siga noTelegram
Nesta quinta-feira (2), o parlamentar venezuelano Julio Chavez afirmou em entrevista à Sputnik que as sanções dos Estados Unidos e da União Europeia (UE) contra a Rússia estão acelerando a transição para o mundo multipolar.
Segundo Chavez, a mudança se caracteriza pelo fim da "ditadura" da moeda norte-americana ao redor do mundo.
"As sanções estão longe de enfraquecer a Rússia, a China ou o bloco de países em desenvolvimento. Tudo o que elas fizeram [as sanções] foi fortalecê-los [os países em desenvolvimento] e acelerar a transição para um mundo multipolar sem a hegemonia dos EUA e a ditadura do dólar", disse o parlamentar.
© Sputnik / Sergei GuneevPresidente da Rússia, Vladimir Putin, durante reunião do Conselho de Estado, 25 de maio de 2022
Presidente da Rússia, Vladimir Putin, durante reunião do Conselho de Estado, 25 de maio de 2022 - Sputnik Brasil, 1920, 02.06.2022
Presidente da Rússia, Vladimir Putin, durante reunião do Conselho de Estado, 25 de maio de 2022
Chavez acrescentou que as sanções são absurdas e ilegais. Para ele, apesar da tentativa de enfraquecer a Rússia, a China e outros países, essas medidas estão causando danos apenas às populações da Europa, América Latina, Ásia e África.
Desde o início da operação militar russa na Ucrânia, os EUA e seus aliados, principalmente os países da UE, impuseram um volume de sanções sem precedentes contra a Rússia. Entre as medidas estão embargos parciais e totais sobre produtos russos, incluindo o setor de energia, e o congelamento de parte das reservas financeiras internacionais de Moscou.
Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала