Membros da comitiva de uma delegação em frente da sede das Nações Unidas durante a 76ª sessão da Assembleia Geral da ONU em Nova York, 21 de setembro de 2021 - Sputnik Brasil, 1920, 09.11.2021
Panorama internacional
Notícias sobre eventos de todo o mundo. Siga informado sobre tudo o que se passa em diferentes regiões do planeta.

EUA pretendem fazer tudo para infligir uma derrota estratégica à Rússia, diz MRE russo

© AP Photo / Thomas PeterNo dia 30 de janeiro de 2019, o vice-ministro das Relações Exteriores russo, Sergei Ryabkov, participa de uma conferência sobre o Tratado de Não Proliferação de Armas Nucleares (TNP), em Pequim
No dia 30 de janeiro de 2019, o vice-ministro das Relações Exteriores russo, Sergei Ryabkov, participa de uma conferência sobre o Tratado de Não Proliferação de Armas Nucleares (TNP), em Pequim - Sputnik Brasil, 1920, 01.06.2022
Nos siga noTelegram
A política norte-americana de assistência militar a Kiev no conflito com a Rússia é perigosa e não tem precedentes, disse à Sputnik o vice-chanceler russo Sergei Ryabkov.
Quaisquer entregas de armas à Ucrânia, não importa que argumentos Washington apresente, aumentam os riscos de confronto direto entre a Rússia e os Estados Unidos, ressaltou o alto diplomata.

"Quaisquer suprimentos de armas, os quais continuam e estão crescendo, aumentam os riscos de tal desenvolvimento da situação", disse Ryabkov ao responder se existe tal possibilidade ante a decisão americana de fornecer sistemas de mísseis HIMARS à Ucrânia.

Ele notou que os Estados Unidos por muitos anos nem sequer tentaram fazer algo para ajudar a resolver o conflito ucraniano. Ainda mais, após o início da operação militar especial, ocorreu "o rompimento do que sobrou da abordagem razoável de Washington em relação à situação", e agora os EUA pretendem fazer tudo para infligir uma derrota estratégica à Rússia.

"O fato é que os Estados Unidos não fazem nada para encontrar uma solução. O mesmo aconteceu ao longo de muitos anos antes da operação militar especial. Foi assim quando tratamos da questão das garantias de segurança vinculativas da Rússia desde o outono do ano passado. Não havia quaisquer indícios de que os EUA estivessem prontos a desistir do agravamento das tensões, do confronto direto", constatou Ryabkov.

Recentemente, a Casa Branca anunciou que os EUA vão apresentar na quarta-feira (1º) um novo pacote de ajuda militar à Ucrânia, que incluirá os sistemas de mísseis HIMARS. Destacou-se ainda que os sistemas entregues não serão capazes de atingir alvos fora do território ucraniano.
Um caminhão lançador atira um Sistema de Foguetes de Alta Mobilidade (Himars), durante exercícios no sul do Marrocos, em 9 de junho de 2021 - Sputnik Brasil, 1920, 31.05.2022
Panorama internacional
EUA enviarão sistema de mísseis de longo alcance à Ucrânia, diz mídia
Moscou, de acordo com palavras do vice-chanceler, avalia de forma "extremamente negativa" o novo pacote de ajuda à Ucrânia. Segundo ele, não são credíveis as tentativas de Washington de fazer crer que estes mísseis teriam, supostamente, um alcance limitado, ou seja, não seriam usados para atingir alvos no interior da Rússia.
Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала