Membros da comitiva de uma delegação em frente da sede das Nações Unidas durante a 76ª sessão da Assembleia Geral da ONU em Nova York, 21 de setembro de 2021 - Sputnik Brasil, 1920, 09.11.2021
Panorama internacional
Notícias sobre eventos de todo o mundo. Siga informado sobre tudo o que se passa em diferentes regiões do planeta.

Jornalista francês foi morto na Ucrânia, anuncia Macron

© Sputnik / Sergei AverinEscola Nº 22 destruída em Donetsk por ataques de lançadores múltiplos de foguetes Smerch ucranianos, foto publicada em 30 de maio de 2022
Escola Nº 22 destruída em Donetsk por ataques de lançadores múltiplos de foguetes Smerch ucranianos, foto publicada em 30 de maio de 2022 - Sputnik Brasil, 1920, 30.05.2022
Nos siga noTelegram
Emmanuel Macron, presidente da França, disse que o jornalista Frédéric Leclerc-Imhoff morreu na Ucrânia, e contou as circunstâncias do acontecimento.
Emmanuel Macron, presidente da França, anunciou nesta segunda-feira (30) a morte na Ucrânia do jornalista francês Frédéric Leclerc-Imhoff.

"Compartilho o luto da família, amigos e colegas de Frédéric Leclerc-Imhoff, aos quais envio minhas condolências. Gostaria de reiterar o apoio incondicional da França àqueles que realizam a difícil tarefa de fornecer informações em teatros de operações" militares, escreveu o líder francês no Twitter.

A Rússia lançou uma operação militar especial na Ucrânia em 24 de fevereiro, com o presidente russo Vladimir Putin descrevendo como objetivo a proteção de "pessoas que foram sujeitas a abusos, genocídio pelo regime de Kiev durante oito anos", sendo para isso necessários a "desmilitarização e desnazificação" da Ucrânia e o julgamento de todos os criminosos de guerra responsáveis por "crimes sangrentos contra civis" na região de Donbass.
Militar em serviço junto a uma unidade de artilharia abandonada pelas Forças Armadas da Ucrânia em Berdyansk. - Sputnik Brasil, 1920, 28.03.2022
Notícias do Brasil
'Decidi deixar a Ucrânia após governo criminalizar imprensa', diz jornalista brasileiro
O Ministério da Defesa da Rússia sublinhou que as Forças Armadas do país estão atacando apenas a infraestrutura militar e as tropas ucranianas, e que em 25 de março cumpriram as principais tarefas da primeira etapa, a redução significativa do potencial de combate da Ucrânia. O ministério disse que o objetivo principal era a libertação de Donbass.
Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала