Membros da comitiva de uma delegação em frente da sede das Nações Unidas durante a 76ª sessão da Assembleia Geral da ONU em Nova York, 21 de setembro de 2021 - Sputnik Brasil, 1920, 09.11.2021
Panorama internacional
Notícias sobre eventos de todo o mundo. Siga informado sobre tudo o que se passa em diferentes regiões do planeta.

Varíola dos macacos: França relata 16 casos confirmados da doença

© AP PhotoEsta imagem de microscópio eletrônico disponibilizada pelos Centros de Controle e Prevenção de Doenças mostra vírions de varíola dos macacos maduros e ovais, à esquerda, e vírions imaturos esféricos, à direita, obtidos de uma amostra de pele humana associada ao surto de cães da pradaria de 2003
Esta imagem de microscópio eletrônico disponibilizada pelos Centros de Controle e Prevenção de Doenças mostra vírions de varíola dos macacos maduros e ovais, à esquerda, e vírions imaturos esféricos, à direita, obtidos de uma amostra de pele humana associada ao surto de cães da pradaria de 2003 - Sputnik Brasil, 1920, 29.05.2022
Nos siga noTelegram
A rede de televisão BFMTVA, confirmou 16 casos de varíola dos macacos na França, de acordo com dados da agência de saúde francesa Santé Publique.
Pelo menos 12 dos casos foram relatados na região metropolitana de Ile-de-France de Paris, dois em Occitânia, um em Auvergne-Rhône-Alpes e um na Normandia.
A Alta Autoridade de Saúde Francesa (HAS, por sua sigla em francês) recomendou, na última terça-feira (24), a vacinação daqueles que estiveram em contato com pessoas infectadas.
Segundo a mídia, as primeiras vacinas já foram administradas no país para evitar a propagação da doença.
Varíola dos macacos - Sputnik Brasil, 1920, 25.05.2022
Varíola dos macacos: sintomas, letalidade e transmissão
A varíola dos macacos, ou Monkeypox, é uma doença zoonótica rara, ou seja, pode ser transmitida entre animais e humanos. Seus sintomas são febre, dor de cabeça e dores musculares, linfonodos inchados, calafrios, cansaço, além de erupções nas mãos e no rosto, semelhantes às produzidas pela varíola, embora menos grave.
A transmissão ocorre através do contato próximo com um animal ou uma pessoa infectada, ou ainda um objeto que tenha tido contato com indivíduos doentes.
Segundo a Organização Mundial da Saúde, a taxa de mortalidade variou nas diferentes epidemias, mas foi inferior a 10% nos eventos documentados.
Originária da África, esta doença foi recentemente registrada em mais de uma dezena de países europeus, bem como na Argentina, Bolívia, México, Reino Unido, Austrália, Israel, Canadá, Estados Unidos, Afeganistão e Sudão.
Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала