Membros da comitiva de uma delegação em frente da sede das Nações Unidas durante a 76ª sessão da Assembleia Geral da ONU em Nova York, 21 de setembro de 2021 - Sputnik Brasil, 1920, 09.11.2021
Panorama internacional
Notícias sobre eventos de todo o mundo. Siga informado sobre tudo o que se passa em diferentes regiões do planeta.

'Planejadas há muito tempo': Ocidente manterá sanções contra a Rússia após a crise, diz Lavrov

© Sputnik / Maksim Bilnov / Abrir o banco de imagensO ministro das Relações Exteriores da Rússia, Sergei Lavrov, durante a recepção de líderes da diplomacia de países africanos no Dia da África, em Moscou, 25 de maio de 2022
O ministro das Relações Exteriores da Rússia, Sergei Lavrov, durante a recepção de líderes da diplomacia de países africanos no Dia da África, em Moscou, 25 de maio de 2022 - Sputnik Brasil, 1920, 29.05.2022
Nos siga noTelegram
Neste domingo (29), o ministro das Relações Exteriores da Rússia, Sergei Lavrov, disse que acha improvável que os países ocidentais retirem as sanções contra Moscou após o fim da operação na Ucrânia. Segundo ele, essas medidas foram planejadas há muito tempo.
As declarações de Lavrov ocorreram em entrevista veiculada pela emissora francesa TF1.
"A velocidade com a qual elas [as sanções] foram introduzidas e o volume delas indicam que elas não foram criadas de um dia para o outro, elas estavam sendo preparadas há um bom tempo. É improvável que essas sanções serão retiradas", afirmou o chanceler russo.
O chefe da diplomacia russa também afirmou que há conversas de bastidores que indicam um papel central dos Estados Unidos pela manutenção das sanções.
"Pelo menos, os EUA, não publicamente, mas durante contatos com seus aliados, afirmam que quando isso tudo [a crise na Ucrânia] acabar, as sanções continuarão de qualquer forma", revelou Lavrov.
© AP Photo / Alex BrandonO presidente dos EUA, Joe Biden, fala durante uma entrevista coletiva conjunta com o chanceler alemão, Olaf Scholz, na Casa Branca, 7 de fevereiro de 2022
O presidente Joe Biden fala durante uma entrevista coletiva conjunta com o chanceler alemão Olaf Scholz na Sala Leste da Casa Branca, 7 de fevereiro de 2022 - Sputnik Brasil, 1920, 29.05.2022
O presidente dos EUA, Joe Biden, fala durante uma entrevista coletiva conjunta com o chanceler alemão, Olaf Scholz, na Casa Branca, 7 de fevereiro de 2022
Liderados por Washington, países aliados da Casa Branca introduziram um volume de sanções sem precedentes contra a Rússia após a deflagração da operação militar russa na Ucrânia.
Entre medidas anunciadas estão restrições contra o setor financeiro e energético da Rússia, incluindo embargos de petróleo e congelamento de reservas internacionais em moedas como euro e dólar.
Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала