Membros da comitiva de uma delegação em frente da sede das Nações Unidas durante a 76ª sessão da Assembleia Geral da ONU em Nova York, 21 de setembro de 2021 - Sputnik Brasil, 1920, 09.11.2021
Panorama internacional
Notícias sobre eventos de todo o mundo. Siga informado sobre tudo o que se passa em diferentes regiões do planeta.

Líderes da América Latina condenam EUA por excluir países da Cúpula das Américas

© AP Photo / Matias DelacroixPresidente da Venezuela, Nicolás Maduro, 15 de janeiro de 2022
Presidente da Venezuela, Nicolás Maduro, 15 de janeiro de 2022 - Sputnik Brasil, 1920, 28.05.2022
Nos siga noTelegram
Na conferência ALBA-TCP, oito chefes de Estado e representantes de alto escalão pediram uma maior cooperação dentro da comunidade latino-americana e caribenha e falaram em nome dos três países excluídos da próxima Cúpula das Américas pelo governo dos EUA.
Líderes latino-americanos que participam da 21ª Cúpula da ALBA-TCP (Aliança Bolivariana para os Povos da Nossa América — Tratado de Comércio dos Povos) celebraram a crescente unidade regional e condenaram os EUA por excluírem os governos de esquerda da próxima Cúpula das Américas em uma sessão que teve lugar na sexta-feira (27) em Havana.
Na quinta-feira (26), o coordenador do Departamento de Estado dos EUA para a Cúpula das Américas, Kevin O’Reilly, teria dito aos jornalistas que o governo venezuelano "não estava de maneira nenhuma convidado".
Quanto à questão da Nicarágua poder participar, segundo a Reuters, O’Reilly respondeu também que "não".

"Não há necessidade de chamá-la de cúpula das Américas", disse o presidente da Nicarágua, Daniel Ortega. "É a cúpula do império". "O império acha que ainda há lugar para este tipo de cúpula, onde o império convoca os países de seu quintal, submetendo-os à Doutrina Monroe", acrescentou Ortega. "Por que os convoca? Para lhes dar ordens".

Referindo-se à intenção declarada dos EUA de enfraquecer a Rússia, Ortega relacionou os esforços dos EUA de limitar o acesso à próxima Cúpula das Américas com uma política externa mais ampla dos EUA.
Presidente Joe Biden responde a uma pergunta sobre a dívida federal no Aeroporto Internacional de Chicago, 7 de outubro de 2021 - Sputnik Brasil, 1920, 20.05.2022
Panorama internacional
Temendo boicote, Biden já considera chamar Cuba para Cúpula das Américas
"Eles querem subjugar a Federação da Rússia. Eles querem subjugar a China [...] [ estão] pensando que o momento chegou para eles dominarem todo o planeta. E eles não perceberam que isso não é mais possível".
O líder venezuelano Nicolás Maduro, por sua vez enfatizou o "enorme poder" demonstrado pela crescente cooperação entre as nações da América Latina e do Caribe, que, segundo ele, é evidenciado pelo possível boicote à Cúpula das Américas, que deve decorrer em Los Angeles, EUA, no próximo mês de junho.
Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала