Pessoas usando máscaras de proteção caminham por rua em Paris, França, 27 de maio de 2021 - Sputnik Brasil, 1920, 09.11.2021
Sociedade e cotidiano
As principais notícias, reportagens e artigos sobre sociedade e a rotina cotidiana.

Empresa americana planeja guardar todos os conhecimentos da humanidade em tubos de lava na Lua

© AP Photo / Charlie RiedelSilhuetas de pessoas em montanha russa com a Lua em fundo no parque de diversões Worlds of Fun, nos EUA
Silhuetas de pessoas em montanha russa com a Lua em fundo no parque de diversões Worlds of Fun, nos EUA - Sputnik Brasil, 1920, 28.05.2022
Nos siga noTelegram
A empresa norte-americana Lonestar planeja instalar um centro de dados em tubos de lava, uma espécie de cavernas sob a superfície lunar.
"Os dados são a moeda mais valiosa jamais criada pela espécie humana", disse Chris Scott, fundador e diretor-geral da Lonestar. Scott e seus colegas têm um plano ambicioso para guardar toda a informação criada pelo ser humano em centros na Lua.

"Necessitamos colocar nossos ativos fora do nosso planeta, onde possamos os manter a salvo", disse Scott ao portal The Register, e comparou o projeto com o Banco Mundial de Sementes de Svalbard, na ilha norueguesa de Spitsberg. Só neste caso, em vez de tratar de proteger a diversidade das plantas, trata-se de preservar o conhecimento humano.

A Lonestar anunciou em abril que já contratou duas primeiras missões à superfície lunar e a construção de sua primeira carga útil de serviços de dados. A primeira missão, a IM-1 de Intuitive Machines, colocará um módulo de aterrissagem em Marius Hills, uma série de pequenas crateras na região conhecida como Oceanus Procellarum, para realizar um teste inicial de software e armazenar uma pequena quantidade de dados no hardware do módulo durante duas semanas ou um dia lunar.
Lua (imagem referencial) - Sputnik Brasil, 1920, 06.05.2022
Sociedade e cotidiano
Cientistas encontram 'ingredientes' na Lua que ajudariam a suportar colônia humana
Depois, voará com sua primeira carga útil de serviços de dados completos na IM-2 de Intuitive Machine ao polo lunar, para realizar testes de carga e descarga.
A ideia é, no futuro, esses servidores poderem se comunicar com a Terra, bem como guardar por muitos anos a informação que não deve ser perdida.
Scott explica que dispor de servidores na Lua poderia agilizar muito as comunicações com futuras missões espaciais. No entanto, não é uma tarefa fácil. Além dos problemas técnicos que possam ocorrer, um dos maiores inconvenientes é a temperatura na Lua, que oscila entre 106 e -183 graus Celsius.
Outro problema é a radiação cósmica que, sem uma atmosfera protetora, bombardeia a superfície lunar. Desta forma, os tubos de lava, que proporcionam uma temperatura muito mais estável e evitam que a radiação chegue aos servidores, tornam-se uma opção a ser explorada.
Tubos de lava são cavidades naturais através das quais, no passado, a lava chegou à superfície. Após os vulcões se extinguirem, o fluxo de lava cessou e a rocha esfriou, deixando um longo canal, semelhante a uma caverna.
Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала