Membros da comitiva de uma delegação em frente da sede das Nações Unidas durante a 76ª sessão da Assembleia Geral da ONU em Nova York, 21 de setembro de 2021 - Sputnik Brasil, 1920, 09.11.2021
Panorama internacional
Notícias sobre eventos de todo o mundo. Siga informado sobre tudo o que se passa em diferentes regiões do planeta.

Conflito prolongado na Ucrânia pode 'acabar em nada' para Ocidente, aponta Donald Trump

© AP Photo / Joe MaioranaDonald Trump, ex-presidente dos EUA (2017-2021), fala em comício na Pista de Corrida do condado de Delaware, EUA, 23 de abril de 2022
Donald Trump, ex-presidente dos EUA (2017-2021), fala em comício na Pista de Corrida do condado de Delaware, EUA, 23 de abril de 2022 - Sputnik Brasil, 1920, 28.05.2022
Nos siga noTelegram
O ex-presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, disse que a situação com a Ucrânia pode se deteriorar ainda mais e está pedindo uma queda nos preços da energia, o que, segundo ele, supostamente ajudaria a enfraquecer a Rússia.
As falas de Trump foram dadas a seus apoiadores em um comício deste sábado (28) no estado de Wyoming.

"Vocês [Ocidente] vão acabar sem nada, todo o país [Ucrânia] está sendo obliterado. Você pode acabar com uma Terceira Guerra Mundial por causa da estupidez do que estamos dizendo e do que estamos fazendo", disse ele, referindo-se à postura adotada pelo governo de Joe Biden quanto ao total endosso e ajuda militar bilionária destinada à Ucrânia.

O ex-presidente Donald Trump durante discurso, em Bedminster, em Nova Jersey, no dia 7 de julho de 2021 - Sputnik Brasil, 1920, 02.05.2022
Panorama internacional
Debilidade e incompetência de Biden provocaram escalada 'muito perigosa' na Ucrânia, diz Trump
Trump afirmou que a operação militar especial da Rússia na Ucrânia está sendo alimentada pelo dinheiro que o país recebe com a venda de recursos energéticos.
"O rublo está em alta porque eles estão recebendo muito dinheiro. É preciso parar o conflito, baixar o preço do petróleo, baixar o preço da energia", disse.
O presidente norte-americano, Joe Biden, discursa durante evento na Casa Branca, Washington, 4 de maio de 2022 - Sputnik Brasil, 1920, 16.05.2022
Panorama internacional
Biden reverte decisão de Trump e renova presença militar dos EUA na Somália
Ele alegou que, sob seu governo, tudo foi feito para alcançar a independência energética dos EUA e se ele permanecesse no cargo, os Estados Unidos teriam superado a Rússia e a Arábia Saudita juntas em termos de produção de petróleo, sem a necessidade de recorrer à ajuda da Venezuela.
O ex-presidente lembrou ainda que, enquanto esteve no cargo, nem Moscou, nem Pequim realizaram qualquer ação militar.
"Sob [ex-presidente George W.] Bush eles perderam a Geórgia, e depois sob [ex-presidente Barack] Obama eles perderam a Crimeia e sob [presidente dos EUA Joe] Biden eles perderam tudo. E sob Trump eles não perderam nada. A mesma coisa com a China", declarou.
O ex-presidente dos EUA, Donald Trump, na Casa Branca, em Washington, 4 de novembro de 2020 - Sputnik Brasil, 1920, 22.02.2022
Panorama internacional
Trump diz que situação na Ucrânia nunca teria ocorrido em seu governo: 'Conheço Putin muito bem'
Ele alegou que, enquanto estava no cargo, teria dito ao presidente russo Vladimir Putin e ao líder chinês Xi Jinping que os Estados Unidos iriam "atingi-lo com muita força" se Moscou ou Pequim lançassem qualquer ofensiva militar.
"Não tenho certeza se eles acreditaram em mim... Se eles acreditaram em mim 5%, isso foi o suficiente", disse Trump, acrescentando que, sob o governo Biden.
A Rússia lançou sua operação militar especial na Ucrânia em 24 de fevereiro, depois que as Repúblicas Populares de Donetsk e Lugansk (RPD e RPL) pediram ajuda para se defenderem das provocações ucranianas.
A Rússia disse que o objetivo de sua operação especial é "desmilitarizar e desnazificar" a Ucrânia. Em resposta à operação da Rússia, os países ocidentais lançaram uma ampla campanha de sanções contra Moscou e forneceram armas para a Ucrânia.
O ex-presidente Donald Trump durante discurso, em Bedminster, em Nova Jersey, no dia 7 de julho de 2021 - Sputnik Brasil, 1920, 30.01.2022
Panorama internacional
Presidente Biden deve defender fronteira dos EUA em vez de se preocupar com Ucrânia, diz Trump
Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала