Membros da comitiva de uma delegação em frente da sede das Nações Unidas durante a 76ª sessão da Assembleia Geral da ONU em Nova York, 21 de setembro de 2021 - Sputnik Brasil, 1920, 09.11.2021
Panorama internacional
Notícias sobre eventos de todo o mundo. Siga informado sobre tudo o que se passa em diferentes regiões do planeta.

Sanções aumentaram retornos da Rússia do petróleo e gás em recorde de 1,6 bi de rublos, diz portal

© Sputnik / Yevgeny Biyatov / Abrir o banco de imagensFuncionário de uma empresa petroílfera no local da jazida de óleo Barsukovskoye, distrito autónomo Yamalo-Nenetsky, Rússia
Funcionário de uma empresa petroílfera no local da jazida de óleo Barsukovskoye, distrito autónomo Yamalo-Nenetsky, Rússia - Sputnik Brasil, 1920, 27.05.2022
Nos siga noTelegram
Os retornos russos da exportação do gás e petróleo cresceram de novo para valores recordes, apesar das sanções ocidentais impostas contra Moscou, escreveu o analista Robert Rapier em artigo para o portal americano Oil Price.
O autor da matéria referiu-se aos dados do especialista Janis Kluge, do Instituto alemão de Relações Exteriores e Segurança, conforme os quais os recebimentos de dinheiro pelo país euroasiático da venda dos recursos energéticos cresceram pela metade.

"As receitas do petróleo e gás da Rússia atingiram outro recorde em abril, 1,8 trilhão de rublos [R$ 130 bilhões] em um único mês, após 1,2 trilhão em março [R$ 86 bilhões]. Depois de apenas quatro meses, o orçamento federal da Rússia já recebeu 50% da receita planejada de petróleo e gás para 2022 (9,5 trilhões de rublos [R$ 680 bilhões])", cita o portal.

Segundo nota Rapier, ele tinha alertado que as medidas restritivas do Ocidente poderiam mesmo beneficiar Moscou. Anteriormente o especialista prognosticou que a Rússia teria sucesso se conseguisse vender como antes os recursos energéticos aos países que se recusaram a apoiar as sanções.

"Não há maneira de remover completamente o petróleo russo do mercado sem permitir que os preços do petróleo aumentem – talvez para US$ 200 [R$ 954] por barril. Além disso, à medida que os preços do petróleo sobem, aumenta a atratividade do petróleo russo. Neste momento, a China e a Índia, por exemplo, têm um enorme incentivo para comprar petróleo russo com desconto", explicou o analista.

Bombas extraem óleo de baixo do solo a leste de New Town, EUA, em 19 de maio de 2021 - Sputnik Brasil, 1920, 27.05.2022
Panorama internacional
Bloomberg: Ásia se torna maior importadora de petróleo russo e supera Europa pela 1ª vez
Os países ocidentais enfrentaram problemas econômicos – alta nos preços da energia e inflação severa – após sanções terem sido impostas a Moscou pela operação especial na Ucrânia. As medidas afetaram principalmente o setor financeiro e os suprimentos de produtos de alta tecnologia. Enquanto isso, na Europa surgiram cada vez mais apelos para se reduzir a dependência da energia russa.
Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала