Membros da comitiva de uma delegação em frente da sede das Nações Unidas durante a 76ª sessão da Assembleia Geral da ONU em Nova York, 21 de setembro de 2021 - Sputnik Brasil, 1920, 09.11.2021
Panorama internacional
Notícias sobre eventos de todo o mundo. Siga informado sobre tudo o que se passa em diferentes regiões do planeta.

Em evento da Marinha, Biden critica Putin e diz que seu objetivo é manter mar do Sul da China livre

© AFP 2022 / Chip SomodevillaJoe Biden durante a cerimônia de formatura e comissionamento no Estádio Memorial da Academia Naval dos EUA em 27 de maio de 2022
Joe Biden durante a cerimônia de formatura e comissionamento no Estádio Memorial da Academia Naval dos EUA em 27 de maio de 2022 - Sputnik Brasil, 1920, 27.05.2022
Nos siga noTelegram
Na visão do mandatário, a operação militar russa promovida por Putin na Ucrânia "saiu pela culatra", ao mesmo tempo, presidente convocou os recém-graduados da Marinha a garantirem a liberdade no mar do Sul da China.
Nesta sexta-feira (27), o presidente dos Estados Unidos, Joe Biden, disse que a tentativa do presidente russo, Vladimir Putin, de dividir a Europa realizando a operação russa na Ucrânia saiu pela culatra. Ao mesmo tempo, o democrata afirmou que seu trabalho será garantir a liberdade marítima no mar do Sul da China, segundo a Reuters.
Discursando na Academia Naval de Annapolis no estado de Maryland para 1.200 cadetes recém-formados, Biden disse que Putin "não está apenas tentando dominar a Ucrânia, ele está literalmente tentando acabar com a cultura e a identidade do povo ucraniano. Atacando escolas, creches, hospitais, museus, sem outro propósito além de eliminar uma cultura".
Destróier USS Gravely (foto de arquivo) - Sputnik Brasil, 1920, 27.05.2022
Panorama internacional
Com processo de adesão à OTAN pendente, Finlândia já recebe navios dos EUA, Alemanha e França
O mandatário também afirmou que o líder russo tentou "finlandizar" toda Europa, mas que o efeito foi contrário, Putin "otanizou" toda Europa, em uma referência às nações neutras Finlândia e Suécia de se juntar à aliança.
Récem-chegado de uma turnê pela Ásia, Biden declarou que o teatro marítimo do Indo-Pacífico será a "vanguarda" da resposta dos EUA a desastres naturais e humanitários.
"Vocês defenderão as regras internacionais da estrada, garantirão o futuro do Indo-Pacífico que é livre e aberto, garantirão a liberdade de navegação do mar do Sul da China e que as rotas marítimas permaneçam abertas e seguras [...]. Esses princípios marítimos básicos de longa data são a base de uma economia global e estabilidade global. Vocês vão ajudar a reunir nossos aliados na Europa e com nossos aliados no Indo-Pacífico", disse Biden aos recém-formados.
Durante sua passagem pela Ásia, o presidente norte-americano designou os EUA como "potência do Indo-Pacífico", conforme noticiado.
Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала