Membros da comitiva de uma delegação em frente da sede das Nações Unidas durante a 76ª sessão da Assembleia Geral da ONU em Nova York, 21 de setembro de 2021 - Sputnik Brasil, 1920, 09.11.2021
Panorama internacional
Notícias sobre eventos de todo o mundo. Siga informado sobre tudo o que se passa em diferentes regiões do planeta.

AP: Ocidente considera cancelar sanções contra oligarcas russos em troca de ajuda à Ucrânia

© Sputnik / Viktor AntonyukSoldados da República Popular de Lugansk (RPL) inspecionam área de posto de controle na região de Carcóvia, Ucrânia
Soldados da República Popular de Lugansk (RPL) inspecionam área de posto de controle na região de Carcóvia, Ucrânia - Sputnik Brasil, 1920, 27.05.2022
Nos siga noTelegram
As autoridades de países ocidentais estão considerando a possiblidade de oligarcas russos "pagarem" pela suspensão de sanções usando o dinheiro para reconstruir a Ucrânia, relata a agência AP, citando funcionários familiarizados com o assunto.
Conforme dados dos interlocutores da agência, a ideia foi proposta pela ministra canadense Chrystia Freeland para ser discutida na reunião dos ministros das Finanças do G7, na semana passada. Freeland afirmou que certos empresários russos falaram com ela sobre o assunto, conhecidos pela ministra durante seu trabalho em Moscou.
A fonte especificou que os representantes ucranianos também estavam a par das discussões e não se opuseram à ideia de Ottawa. Ressalta-se que a proposta foi apresentada no contexto da adicional ajuda financeira a Kiev, a fim de que os ativos congelados dos oligarcas pudessem ser uma fonte do financiamento.
Recentemente, o comissário europeu para Justiça, Didier Reynders, afirmou que a União Europeia quer criar um fundo de apoio à Ucrânia, para que a propriedade confiscada e detida dos indivíduos que caíram nas restrições europeias possa ser redirecionada às compensações das vítimas ou à restauração do país.
O Comissário Europeu da Justiça, Didier Reynders, dá uma conferência de imprensa conjunta com o Comissário Europeu do Mercado Interno sobre a Lei de Due Diligence de Sustentabilidade Corporativa na sede da UE em Bruxelas, em 23 de fevereiro de 2022 - Sputnik Brasil, 1920, 25.05.2022
Panorama internacional
UE propõe tornar crime ação de qualquer país que tente quebrar ou contornar sanções contra a Rússia
Desde o início da operação especial russa de "desmilitarização" da Ucrânia, Bruxelas aprovou quatro pacotes de sanções contra pessoas físicas, organizações e setores financeiro e energético da Rússia.
Ao todo, restrições pessoais em função da situação na Ucrânia foram impostas contra 900 indivíduos. Trata-se dos líderes russos, inclusive todos os membros do Conselho de Segurança Nacional, outros políticos, representantes da mídia estatal, ambas as câmaras do parlamento e empresários e diretores de grandes empresas. As medidas restritivas preveem proibição à entrada nos territórios dos países da UE e o congelamento de ativos.
Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала