Membros da comitiva de uma delegação em frente da sede das Nações Unidas durante a 76ª sessão da Assembleia Geral da ONU em Nova York, 21 de setembro de 2021 - Sputnik Brasil, 1920, 09.11.2021
Panorama internacional
Notícias sobre eventos de todo o mundo. Siga informado sobre tudo o que se passa em diferentes regiões do planeta.

Rússia pode estabelecer mercado de grãos separado para entregas a países necessitados

© Sputnik / Alexey Malgavko / Abrir o banco de imagensColheita de trigo na região de Omsk, Rússia
Colheita de trigo na região de Omsk, Rússia - Sputnik Brasil, 1920, 26.05.2022
Nos siga noTelegram
Somente na temporada deste ano, as sanções aplicadas pelo Ocidente já fizeram com que o volume de pontenciais entregas de grãos fosse reduzido em cerca de três milhões.
Segundo Eduard Zernin, presidente do conselho da União Russa de Exportadores de Grãos, Moscou pode estabelecer um mercado de grãos separado, já que as sanções ocidentais impedem os exportadores de grãos russos de entregarem suprimentos a países necessitados.
"Não haverá estocagem [de produtos alimentícios] no mercado interno por causa da demanda excepcionalmente alta por nossos grãos no mundo. Encontraremos uma solução adequada para fornecer suprimentos aos países necessitados, incluindo o estabelecimento de um mercado regional separado com suas próprias moedas de compensação, instrumentos financeiros, regras de comércio e solução de controvérsias", disse Zernin nesta quinta-feira (26).
Ele explicou que esse novo tipo de relações comerciais será estabelecido com a região do MENA, que inclui países do Oriente Médio, Norte da África e algumas outras nações.
O presidente acrescentou que os ex-parceiros da Federação da Rússia agora estão dificultando o fornecimento de grãos russos, bloqueando transações entre bancos, congelando finanças e impedindo que navios russos entrem em seus portos, ao mesmo tempo em que fazem declarações ousadas sobre a crise global de alimentos.
Kremlin (no plano de frente) e Ministério das Relações Exteriores russo (à direita, no plano traseiro) em Moscou, Rússia, foto publicada em 7 de maio de 2022 - Sputnik Brasil, 1920, 23.05.2022
Panorama internacional
Rússia não é a fonte de ameaças de fome mundial, culpem as sanções, diz Kremlin
Ainda segundo Zernin, os países necessitados podem ficar aquém das dez milhões de toneladas no fornecimento de grãos russos na próxima temporada se essas barreiras comerciais persistirem. Já nesta temporada de agora, por conta das sanções, o volume de potenciais entregas de grãos foram reduzidos em cerca de três milhões de toneladas.
Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала