- Sputnik Brasil, 1920
Notícias do Brasil
Notícias sobre política, economia e sociedade do Brasil. Entrevistas e análises de especialistas sobre assuntos que importam ao país.

Lula enviou representante aos EUA para tecer diálogos com governo norte-americano, diz Reuters

© Folhapress / Eduardo AnizelliO ex-presidente Lula (PT) em Juiz de Fora, 11 de maio de 2022
O ex-presidente Lula (PT) em Juiz de Fora, 11 de maio de 2022 - Sputnik Brasil, 1920, 25.05.2022
Nos siga noTelegram
Ex-presidente teria enviado emissário para tentar superar a desconfiança permanente entre os EUA e o petista, visto que, de acordo com as recentes pesquisas de intenção de votos, Lula ainda aparece à frente do segundo candidato, Jair Bolsonaro.
De forma discreta no mês de abril, o ex-presidente Lula despachou seu emissário, o senador Jaques Wagner (PT), para se reunir com funcionários do Departamento de Estado dos EUA em Washington, segundo a Reuters.
O encontro, que não havia sido revelado antes, é parte de um esforço de Lula e dos Estados Unidos para superarem a persistente desconfiança um do outro antes do pleito de outubro, relata a mídia, uma vez que as pesquisas apontam o petista com maior chance de ganhar as eleições do que o presidente Jair Bolsonaro (PL).
Os detalhes específicos das discussões de Wagner com autoridades norte-americanas não foram claros. Fontes citadas pela agência disseram que os dois lados falaram sobre os possíveis contornos de uma futura presidência de Lula e como ele abordaria as relações com os EUA.
© Foto / Agência Senado / Geraldo MagelaSenador Jaques Wagner (PT-BA) conduz reunião no Senado, 25 de maio de 2022
Senador Jaques Wagner (PT-BA) conduz reunião no Senado, 25 de maio de 2022 
 - Sputnik Brasil, 1920, 25.05.2022
Senador Jaques Wagner (PT-BA) conduz reunião no Senado, 25 de maio de 2022
Uma das fontes disse que quando o governo Biden havia falado anteriormente em particular com os intermediários do ex-presidente, eles se concentraram no meio ambiente, ponto que o Partido dos Trabalhadores identificou como sendo de atrito importante entre Bolsonaro e o presidente Joe Biden.
Segundo a mídia, a visita não anunciada de Wagner a Washington reforça o ceticismo de Lula – e de outros esquerdistas latino-americanos – em relação ao governo estadunidense. Também contrasta com a turnê de destaque do petista pela Europa em novembro, quando deu boas-vindas a líderes franceses, alemães e espanhóis.
Christopher Dodd, ex-senador democrata norte-americano e enviado do governo do presidente dos EUA, Joe Biden, ao Brasil, deixa reunião no Palácio do Planalto, em 24 de maio de 2022 - Sputnik Brasil, 1920, 24.05.2022
Notícias do Brasil
EUA tentam salvar Cúpula das Américas com proposta de reunião Biden–Bolsonaro, diz mídia
Lula mantém suspeitas sobre os Estados Unidos, dizendo que investigadores norte-americanos colaboraram com os promotores brasileiros que o colocaram na prisão. Enquanto isso, Washington discorda do apoio público de Lula aos governos de esquerda de Cuba, Venezuela e Nicarágua, que Washington considera "antidemocráticos".
Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала