Membros da comitiva de uma delegação em frente da sede das Nações Unidas durante a 76ª sessão da Assembleia Geral da ONU em Nova York, 21 de setembro de 2021 - Sputnik Brasil, 1920, 09.11.2021
Panorama internacional
Notícias sobre eventos de todo o mundo. Siga informado sobre tudo o que se passa em diferentes regiões do planeta.

Londres está empurrando Kiev pela 'via bélica', diz embaixador russo

© AFP 2022 / MATT DUNHAMPrimeiro-ministro britânico, Boris Johnson (à direita), e o presidente ucraniano, Vladimir Zelensky (à esquerda)
Primeiro-ministro britânico, Boris Johnson (à direita), e o presidente ucraniano, Vladimir Zelensky (à esquerda) - Sputnik Brasil, 1920, 25.05.2022
Nos siga noTelegram
Londres segue empurrando Kiev pela "via bélica" através do apoio militar e entrega de armas, afirmou o embaixador russo no Reino Unido, Andrei Klein.
"Londres tem dirigido Kiev pela via bélica com todo o seu poder e não permitiu que ela [a Ucrânia] se desviasse, expressando novas iniciativas", afirmou.
Além disso, o embaixador afirmou que há relatos constantes de que novas armas estão para ser entregues à Ucrânia.
Tanques em plataformas de caminhões militares do Reino Unido, com tropas e equipamento militar, chegam à base da OTAN em Tapa, Estônia, 25 de fevereiro de 2022 - Sputnik Brasil, 1920, 22.04.2022
Panorama internacional
Boris Johnson confirma que Londres treina ucranianos na Polônia e no Reino Unido
Klein também adicionou à Sputnik que o primeiro-ministro britânico, Boris Johnson, conversa com o presidente ucraniano, Vladmir Zelensky "todos os dias" e, aparentemente, não permite que o país saia deste caminho.
Enquanto isso, Londres está tentando "isolar" os diplomatas russos para dificultar a comunicação com Moscou, incluindo em relação ao conflito militar na Ucrânia.
"Quanto à embaixada, até a pouco, não havia ninguém para explicar nossa posição sobre o que está acontecendo agora, já que Londres está oficialmente tentando isolar nosso trabalho diplomático do resto do mundo, dificultando os contatos. As relações parlamentares também foram cessadas. É difícil, eu posso dizer isso, mas estamos trabalhando", adicionou.
O embaixador ainda declarou que a mídia britânica foi "totalmente limpa" da diversidade, e agora é impossível encontrar "qualquer artigo alternativo" após a imposição de sanções às mídias RT e Sputnik.
Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала