Membros da comitiva de uma delegação em frente da sede das Nações Unidas durante a 76ª sessão da Assembleia Geral da ONU em Nova York, 21 de setembro de 2021 - Sputnik Brasil, 1920, 09.11.2021
Panorama internacional
Notícias sobre eventos de todo o mundo. Siga informado sobre tudo o que se passa em diferentes regiões do planeta.

EUA condenam lançamentos de mísseis da Coreia do Norte e pedem que país interrompa provocações

© Foto / Agência Central de Notícias da Coreia (KCNA)Míssil balístico sendo lançado em 14 de janeiro de 2022 a partir de sistema ferroviário durante exercício na zona ocidental da Coreia do Norte
Míssil balístico sendo lançado em 14 de janeiro de 2022 a partir de sistema ferroviário durante exercício na zona ocidental da Coreia do Norte   - Sputnik Brasil, 1920, 25.05.2022
Nos siga noTelegram
Os Estados Unidos condenaram os novos lançamentos de mísseis da Coreia do Norte e pediram a Pyongyang que interrompa as provocações, disse um porta-voz do Departamento de Estado à Sputnik nesta quarta-feira (25).
Na manhã de hoje (25), a Coreia do Norte lançou três mísseis balísticos intercontinentais em direção ao mar do Japão.
Bombardeiro estratégico Tu-95MS decola para se unir a uma patrulha aérea russo-chinesa na região Ásia-Pacífico, em 24 de maio de 2022 - Sputnik Brasil, 1920, 24.05.2022
Panorama internacional
Japão protesta contra patrulha aérea de Rússia e China e envia jatos de combate
Todos os lançamentos foram realizados a partir da área de Sunan, em Pyongyang.

"Os Estados Unidos condenam os múltiplos lançamentos de mísseis balísticos da RPDC hoje cedo. Esses lançamentos são uma violação de várias resoluções do Conselho de Segurança das Nações Unidas e são uma ameaça para a região. Pedimos a Coreia do Norte que se abstenha de mais provocações e se engaje em um diálogo sustentado e substantivo. Nosso compromisso com a defesa da República da Coreia e do Japão permanece firme", disse o porta-voz.

Horas após a ação, militares sul-coreanos, juntamente com seus homólogos dos EUA, dispararam dois mísseis em resposta aos norte-coreanos.

"Nosso Exército, em resposta à provocação de hoje (25) pela Coreia do Norte, conduziu os exercícios de lançamentos de unidades de mísseis da Coreia do Sul e dos Estados Unidos", disse o Departamento de Defesa da Coreia do Sul, em nota.

O presidente dos EUA, Joe Biden, no centro, com o líder da Coreia do Sul (à esquerda) e o comandante norte-americano Paul J. LaCamera ( à direita) - Sputnik Brasil, 1920, 22.05.2022
Panorama internacional
EUA e Coreia do Sul consideram expandir escala de exercícios militares para dissuadir Pyongyang
Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала