Membros da comitiva de uma delegação em frente da sede das Nações Unidas durante a 76ª sessão da Assembleia Geral da ONU em Nova York, 21 de setembro de 2021 - Sputnik Brasil, 1920, 09.11.2021
Panorama internacional
Notícias sobre eventos de todo o mundo. Siga informado sobre tudo o que se passa em diferentes regiões do planeta.

Turquia revela lista de exigências para aprovar candidatura da Suécia à OTAN

© Sputnik / Vladimir Smirnov POOL / Abrir o banco de imagensPresidente turco Recep Tayyip Erdogan
Presidente turco Recep Tayyip Erdogan - Sputnik Brasil, 1920, 24.05.2022
Nos siga noTelegram
Ancara ameaçou bloquear os pedidos da Suécia e da Finlândia, referindo-se ao suposto "abrigo" dos países nórdicos de grupos curdos em busca de autonomia que a Turquia lista negra como "terroristas".
O governo turco divulgou uma lista oficial de cinco exigências que a Suécia precisa cumprir em troca de seu apoio à candidatura do país à Organização do Tratado do Atlântico Norte (OTAN).
Nesta terça-feira (24), Ancara disse que quer "garantias concretas" de Estocolmo de que vai cortar todas as relações com grupos ligados ao Partido dos Trabalhadores do Curdistão (PKK), considerado um grupo terrorista pela Turquia, União Europeia (UE) e EUA.
Recep Tayyip Erdogan, presidente turco, dá discurso no Parlamento do país em Ancara, Turquia, 18 de maio de 2022 - Sputnik Brasil, 1920, 24.05.2022
Panorama internacional
Erdogan declara que primeiro-ministro da Grécia 'não existe mais' para ele
De acordo com um memorando distribuído pelo departamento de imprensa do governo, as seguintes demandas para a Suécia foram destacadas:
• Término do apoio político ao terrorismo
• Eliminação da fonte de financiamento do terrorismo
• Cessação do apoio armamentista ao PKK/PYD (Partido da União Democrática Curda)
• Levantamento de embargos e sanções contra a Turquia
• Cooperação global contra o terrorismo
O memorando vem depois de o presidente turco Recep Tayyip Erdogan exigir respeito pelos interesses nacionais de Ancara e que os aliados da OTAN tomem medidas concretas para lidar com as preocupações da Turquia.
"Embora claramente desempenhemos um papel vital na OTAN, ainda estamos conversando com alguns de nossos aliados sobre o levantamento das sanções, e não há como deixar de lado a questão das sanções da Suécia contra a Turquia. Não há explicação razoável para elas", disse Erdogan.
Ele continuou argumentando que a expansão da OTAN sem considerações para proteger os aspectos fundamentais da segurança não será benéfica para a Turquia nem para a aliança em geral.
Muralhas do Kremlin junto ao rio Moscou em Moscou, Rússia, foto publicada em 22 de maio de 2022 - Sputnik Brasil, 1920, 24.05.2022
Panorama internacional
Conselho de Segurança da Rússia: OTAN vê como cenário ideal conflito na Ucrânia ardendo eternamente
O presidente turco falou depois que a primeira-ministra da Suécia, Magdalena Andersson, afirmou que tanto a Suécia quanto a Finlândia vão continuar as negociações com Ancara. Andersson disse que ambos os países receberam "sinais positivos" de Erdogan, mas observou que as negociações podem levar algum tempo.
A Turquia bloqueou anteriormente o início das discussões da OTAN necessárias para aceitar as candidaturas, que foram apresentadas em 15 de maio. Erdogan exigiu que ambos os países reconhecessem o PKK como grupo terrorista, mas essa exigência foi rejeitada pela Suécia e autoridades finlandesas.
Alguns relatos da mídia também sugeriram que Ancara instou seus aliados a suspender as sanções contra a Turquia, especificamente aquelas impostas por sua decisão de comprar o sistema de defesa aérea S-400 da Rússia depois que os EUA estagnaram as negociações sobre a venda de seus sistemas Patriot.
Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала