Membros da comitiva de uma delegação em frente da sede das Nações Unidas durante a 76ª sessão da Assembleia Geral da ONU em Nova York, 21 de setembro de 2021 - Sputnik Brasil, 1920, 09.11.2021
Panorama internacional
Notícias sobre eventos de todo o mundo. Siga informado sobre tudo o que se passa em diferentes regiões do planeta.

Alto funcionário dos EUA aponta razão pela qual Coreia do Norte não responde a pedidos de contato

© AFP 2022 / KCNA / KNS / HandoutKim Jong-un, líder supremo norte-coreano, durante reunião do Politburo do Partido dos Trabalhadores da Coreia, na sede do Comitê Central do partido em Pyongyang, Coreia do Norte, 21 de maio de 2022
Kim Jong-un, líder supremo norte-coreano, durante reunião do Politburo do Partido dos Trabalhadores da Coreia, na sede do Comitê Central do partido em Pyongyang, Coreia do Norte, 21 de maio de 2022 - Sputnik Brasil, 1920, 22.05.2022
Nos siga noTelegram
Joe Biden, presidente dos EUA, que está de visita na Coreia do Sul, tentou sem sucesso falar com a liderança da Coreia do Norte, indicou um funcionário dos EUA citado pela Reuters.
As conversas formais entre a Coreia do Norte e os EUA estão sendo travadas em meio à disseminação da COVID-19 no país asiático, segundo um alto responsável americano. No entanto, a Coreia do Norte não respondeu às propostas dos EUA, incluindo ofertas de vacinas contra a COVID-19, disse Joe Biden, presidente dos EUA, no sábado (22).
De visita à Coreia do Sul, Biden se encontrou com Yoon Suk-yeol, seu homólogo sul-coreano, com o qual acordou a possível realização de maiores exercícios militares e potencialmente destacar armas com potencial nuclear em resposta aos testes de armas da Coreia do Norte, relata no domingo (22) a agência britânica Reuters.
Imagem feita a partir de um vídeo transmitido pela Televisão Central Coreana (KCTV, na sigla em inglês) mostra desfile militar com um possível novo míssil balístico intercontinental (ICBM, também na sigla em inglês), na Praça Kim Il-sung, em Pyongyang, 10 de outubro de 2020 (imagem de arquivo) - Sputnik Brasil, 1920, 17.05.2022
Panorama internacional
Coreia do Norte pretende testar míssil intercontinental durante visita de Biden à Ásia, diz mídia
Ao mesmo tempo, o alto responsável dos EUA afirmou que Biden tem interesse em dar "passos concretos" para quebrar o gelo, sendo esta uma "decisão que apenas a RPDC [República Popular Democrática da Coreia] pode tomar".
Pyongyang crê que as iniciativas de Washington não são sinceras, citando "políticas hostis" como os exercícios militares e as sanções, de acordo com a Reuters.
"Estamos preparados para qualquer coisa que a Coreia do Norte faça", disse Biden.
O presidente dos EUA realiza a sua primeira visita à Coreia do Sul e ao Japão, planejando se encontrar também com os líderes dos Estados-membros do Quad, formado pela Austrália, EUA, Índia e Japão. Trata-se da primeira viagem oficial de Biden à Ásia desde que assumiu o cargo de mandatário em janeiro de 2021.
Em 12 de maio a Coreia do Norte anunciou seu primeiro caso da COVID-19, com o líder supremo Kim Jong-Un avaliando os 820.000 casos declarados como uma "crise repentina" que o país superará.
Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала