Membros da comitiva de uma delegação em frente da sede das Nações Unidas durante a 76ª sessão da Assembleia Geral da ONU em Nova York, 21 de setembro de 2021 - Sputnik Brasil, 1920, 09.11.2021
Panorama internacional
Notícias sobre eventos de todo o mundo. Siga informado sobre tudo o que se passa em diferentes regiões do planeta.

China conduz negociações sobre segurança com 2 nações insulares do Pacífico, diz jornal

Vanuatu - Sputnik Brasil, 1920, 21.05.2022
Nos siga noTelegram
A China está realizando negociações sobre potenciais acordos de segurança com Kiribati, uma nação insular do Pacífico, e possivelmente com Vanuatu, escreve o jornal Financial Times citando fontes oficiais.
"Eles estão em negociações com Kiribati e pelo menos mais um país insular do Pacífico sobre um acordo que cobriria o mesmo [assunto] que com as Ilhas Salomão", disse um oficial de inteligência de um país aliado dos EUA.
Em abril, a China e as Ilhas Salomão assinaram um acordo-quadro sobre cooperação em matéria de segurança para reforçar a estabilidade social e a tranquilidade a longo prazo nas Ilhas Salomão.
O jornal observa, citando um projeto de acordo de março vazado, que o pacto poderia permitir que a China enviasse forças policiais e militares para as Ilhas Salomão.
De acordo com o Financial Times, na sexta-feira (20) a China chegou a acordo com Vanuatu para melhorar o aeroporto internacional em Luganville, que antigamente era uma base militar dos EUA.
Fotos temáticas fora da embaixada chinesa em Honiara, Ilhas Salomão, 2 de abril de 2022 - Sputnik Brasil, 1920, 07.05.2022
Panorama internacional
Austrália expressa 'profundas preocupações' às Ilhas Salomão sobre pacto de segurança com China
Um funcionário do Departamento de Estado dos EUA disse ao jornal que havia receios de que Pequim estivesse realizando negociações de segurança com Tonga e Vanuatu.
Anteriormente, autoridades da Austrália e dos EUA pediram às Ilhas Salomão que reconsiderassem o pacto de segurança com a China. Por sua vez, o governo das ilhas deu garantias aos australianos relativamente ao acordo bilateral de segurança e disse que não permitirá que Pequim construa uma base militar na região.
Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала