Pessoas usando máscaras de proteção caminham por rua em Paris, França, 27 de maio de 2021 - Sputnik Brasil, 1920, 09.11.2021
Sociedade e cotidiano
As principais notícias, reportagens e artigos sobre sociedade e a rotina cotidiana.

Já fora de nosso Sistema Solar, Voyager 1 da NASA tem enviado dados misteriosos

© Foto / NASA/JPL-CaltechEsta ilustração mostra a posição das sondas Voyager 1 e Voyager 2 da NASA, fora da heliosfera, uma bolha protetora criada pelo Sol que se estende bem além da órbita de Plutão
Esta ilustração mostra a posição das sondas Voyager 1 e Voyager 2 da NASA, fora da heliosfera, uma bolha protetora criada pelo Sol que se estende bem além da órbita de Plutão - Sputnik Brasil, 1920, 20.05.2022
Nos siga noTelegram
Viajando há 45 anos, Voyager 1 da NASA continua sua jornada além do nosso Sistema Solar, mas os sinais enviados por ela têm intrigado os cientistas que trabalham com a espaçonave veterana.
Na última quarta-feira (18), a NASA disse que, embora a sonda Voyager 1 ainda esteja operando corretamente, as leituras de seu sistema de articulação e controle de atitude (AACS, na sigla em inglês) não parecem corresponder aos movimentos e orientação da espaçonave.
O AACS é essencial para a Voyager enviar dados à NASA sobre o ambiente interestelar circundante, pois mantém a antena da nave apontada diretamente para o nosso planeta. Mas, ao que parece, a espaçonave está confusa sobre sua posição.
"Um mistério como esse é uma espécie de problema expectável nesta fase da missão Voyager", disse Suzanne Dodd, gerente de projetos das Voyager 1 e 2 no Laboratório de Propulsão a Jato da NASA, em comunicado.
"As espaçonaves têm ambas quase 45 anos, o que está muito além do que os planejadores da missão anteciparam", explica Dodd.
© Foto / NASA/JPL-CaltechEngenheiro trabalha na antena de alto ganho Voyager 1 em forma de prato, 9 de julho de 1976
Engenheiro trabalha na antena de alto ganho Voyager 1 em forma de prato, 9 de julho de 1976 - Sputnik Brasil, 1920, 20.05.2022
Engenheiro trabalha na antena de alto ganho Voyager 1 em forma de prato, 9 de julho de 1976
Segundo a agência espacial norte-americana, a gêmea da Voyager 1, a sonda Voyager 2, está se comportando normalmente.
Lançada em 1977, a Voyager 1 está a 23,4 bilhões de quilômetros de distância da Terra e tem como objetivo explorar os planetas exteriores, fora de nosso Sistema Solar. Excedendo as expectativas, a sonda permanece operacional e continua enviando à Terra informações sobre sua jornada. Pioneira neste tipo de missão, a nave deixou nosso Sistema Solar e entrou no espaço interestelar em 2012, tornando-se o objeto feito pelo homem mais distante de nosso planeta.
De acordo com matéria da Science Alert, os engenheiros da NASA dizem que o AACS da Voyager 1 está enviando dados gerados aleatoriamente que não "refletem o que realmente está acontecendo a bordo".
Mesmo que os dados do sistema sugiram o contrário, a antena da espaçonave parece estar devidamente alinhada, porque recebe e executa comandos da NASA e ainda envia dados de volta à Terra. Até agora, o problema não ativou o "modo de segurança" da nave, quando ela passa a realizar apenas operações essenciais.
Nesta observação do Hubble, pode-se ver o asteroide 2001 SE101 do Cinturão Principal passa em frente à Nebulosa de Câncer, em 5 de dezembro de 2005 - Sputnik Brasil, 1920, 17.05.2022
Sociedade e cotidiano
Astrônomos descobrem mais de 1.000 novos asteroides escondidos nos arquivos do Hubble (IMAGENS)
"Até que a natureza do problema seja melhor compreendida, a equipe não pode prever se isso pode afetar por quanto tempo a espaçonave pode coletar e transmitir dados científicos", disse a agência.
Dodd e sua equipe esperam descobrir o que está levando o robô emissário da Terra a enviar dados inúteis. Dentre os desafios para a equipe de engenharia está o fato de que qualquer comunicação com a nave leva cerca de 20 horas e 33 minutos para chegar à atual localização interestelar da Voyager, ou seja, uma mensagem de ida e volta entre a agência e a sonda leva dois dias.
"Mas acho que se houver uma maneira de resolver esse problema com o AACS, nossa equipe a encontrará", acrescentou Dodd.
Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала