Marinha chinesa envia destróier e fragata em 1ª missão de escolta nas águas da Somália

© AP Photo / Guang Niu, PoolNavios de guerra da Marinha Chinesa
Navios de guerra da Marinha Chinesa - Sputnik Brasil, 1920, 19.05.2022
Nos siga noTelegram
A Marinha chinesa enviou suas embarcações para sua primeira missão de escolta no golfo de Áden e nas águas da Somália.
A 41ª Frota da Marinha chinesa é composta pelo destróier Suzhou, uma versão melhorada do destróier de mísseis guiados Type 052D, pela fragata de mísseis guiados Nantong e pelo navio de suprimento Chaohu.
Além das embarcações, a frota chinesa ainda conta com dois helicópteros e diversos soldados de operações especiais a bordo, segundo o jornal South China Morning Post.
Delegação chinesa liderada por Yang Jiechi (centro) e Wang Yi (segundo à esquerda) durante reunião com homólogos norte-americanos em Anchorage, Alasca, 18 de março de 2021  - Sputnik Brasil, 1920, 19.05.2022
Panorama internacional
Diplomata chinês: Pequim tomará medidas 'drásticas' caso EUA interfiram em seus assuntos internos
O destróier Suzhou está equipado com radares avançados e eletrônicos comparados ao sistema Aegis norte-americano, além de 64 lançadores de mísseis verticais.
Já a fragata Nantong, do Type 054A, com capacidade de defesa aérea de alcance intermediário, pode realizar operações de patrulha marítima, alerta e escolta.
Antes de partir para o golfo de Áden, a frota conduziu diversos exercícios, incluindo busca e resgate, antiterrorismo e antipirataria, bem como simulação de resgates de navios mercantes sequestrados.
Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала