Membros da comitiva de uma delegação em frente da sede das Nações Unidas durante a 76ª sessão da Assembleia Geral da ONU em Nova York, 21 de setembro de 2021 - Sputnik Brasil, 1920, 09.11.2021
Panorama internacional
Notícias sobre eventos de todo o mundo. Siga informado sobre tudo o que se passa em diferentes regiões do planeta.

Kosovo busca adesão à OTAN e UE com apoio dos EUA

© AFP 2022 / Kenzo TribouillardBandeira da OTAN ao lado de estátua no Parque do Cinquentenário, Bruxelas, Bélgica, 13 de junho de 2021
Bandeira da OTAN ao lado de estátua no Parque do Cinquentenário, Bruxelas, Bélgica, 13 de junho de 2021 - Sputnik Brasil, 1920, 19.05.2022
Nos siga noTelegram
Autoridades kosovares afirmaram que o território pretende aderir à OTAN e UE durante uma visita aos EUA.
O território separatista da Sérvia declarou independência com o apoio americano em 2008, contudo não foi reconhecido pela ONU ou pelos demais Estados-membros da União Europeia.
Na quarta-feira (18), as autoridades de Kosovo se reuniram com o presidente norte-americano, Joe Biden, e com o conselheiro de segurança nacional, Jake Sullivan, bem como com membros do Congresso norte-americano.
Por sua vez, o presidente da Sérvia, Aleksandar Vucic, revelou estar sob forte pressão da UE para impor sanções contra a Rússia e reconhecer o território separatista, em troca de remotas promessas de fazer parte da aliança.
O presidente da Croácia, Zoran Milanovic, em cerimônia de boas-vindas após sua chegada para visita de dois dias a Pristina, capital do Kosovo, 23 de dezembro de 2021 - Sputnik Brasil, 1920, 18.05.2022
Panorama internacional
Após Turquia, presidente croata lista razões para bloquear candidatura de nórdicos à OTAN
Kosovo é uma província da Sérvia que foi ocupada pela OTAN após um bombardeio pela aliança que durou 78 dias em 1999, sendo que sua independência só foi reconhecida em 2008 pelos EUA e alguns aliados.
O então presidente dos EUA, Bill Clinton, anunciou o lançamento de ataques contra a Iugoslávia em um discurso em 24 de março de 1999, justificando-o como "uma intervenção humanitária".
Os bombardeios ocorreram de 24 de março a 11 de junho de 1999. Durante esses 78 dias, a OTAN lançou um total de 2.300 mísseis contra 990 alvos e 14.000 bombas sobre o território da Iugoslávia. Só na capital, Belgrado, caíram 212 bombas.
Também foram lançadas entre 10 е 15 toneladas de urânio empobrecido que provocaram um desastre ambiental e o aumento em cinco vezes da incidência de casos de doenças oncológicas.
Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала