- Sputnik Brasil, 1920
Notícias do Brasil
Notícias sobre política, economia e sociedade do Brasil. Entrevistas e análises de especialistas sobre assuntos que importam ao país.

Carlos França diz que viu 'com estranheza' anuncio do TSE sobre observadores da UE nas eleições

© Foto / Isac Nóbrega / Palácio do Planalto / CCBY 2.0 Palavras do Ministro das Relações Exteriores, Embaixador Carlos França, 2 de fevereiro de 2022
 Palavras do Ministro das Relações Exteriores, Embaixador Carlos França, 2 de fevereiro de 2022 - Sputnik Brasil, 1920, 18.05.2022
Nos siga noTelegram
Chanceler também enfatizou que o presidente da República não interferiu na objeção à vinda de membros do bloco europeu, com a rejeição partindo do próprio Itamaraty e não do Palácio do Planalto.
Reforçando um posicionamento que já havia expressado quando o Tribunal Superior Eleitoral (TSE) convidou membros da União Europeia para acompanharem as eleições no Brasil em abril, o Itamaraty nesta quarta-feira (18), através do ministro Carlos França, rejeitou as declarações da Corte ontem (17) dizendo que as eleições poderiam ter mais de 100 observadores internacionais, incluindo os europeus.

"Vi com certa estranheza o desejo [do TSE] de convidar a União Europeia. Acho difícil que possamos ter como observador eleitoral uma organização da qual não fazemos parte. A UE não costuma mandar missões eleitorais nem para seus próprios membros. Tivemos recentemente eleição em Portugal, eleição na Hungria, e não houve missão eleitoral do bloco", disse França citado pelo jornal O Globo.

De acordo com a mídia, o chanceler também afirmou que o Brasil está dando uma "aula de democracia" ao trazer representantes de órgãos como a Organização dos Estados Americanos (OEA) e da Comunidade dos Países de Língua Portuguesa (CPLP).
França assegurou ainda que o presidente, Jair Bolsonaro (PL), jamais se "envolveu nessa questão" sobre os europeus, e que coube ao Itamaraty, e não ao Palácio do Planalto, se manifestar contra o envio de observadores da região.
O TSE já tinha convidado observadores da UE ao Brasil em abril. Porém, com a resistência do governo brasileiro, a Corte suspendeu as tratativas com o bloco.
Um funcionário do cartório eleitoral do São José dos Campos, no Vale do Paraíba, faz os testes de recebimento de 115 urnas novas modelo 2020 que serão usadas nas próximas eleições - Sputnik Brasil, 1920, 03.05.2022
Notícias do Brasil
Após resistência do governo, TSE cancela convite para UE observar eleições no Brasil, diz Reuters
Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала