Membros da comitiva de uma delegação em frente da sede das Nações Unidas durante a 76ª sessão da Assembleia Geral da ONU em Nova York, 21 de setembro de 2021 - Sputnik Brasil, 1920, 09.11.2021
Panorama internacional
Notícias sobre eventos de todo o mundo. Siga informado sobre tudo o que se passa em diferentes regiões do planeta.

Pequim: interferência do Japão e da UE nos assuntos internos da China provocarão conflito regional

© AP Photo / Andy WongO porta-voz do Ministério das Relações Exteriores da China, Zhao Lijian, gesticula enquanto fala durante um briefing diário em seu ministério em Pequim, 24 de fevereiro de 2020
O porta-voz do Ministério das Relações Exteriores da China, Zhao Lijian, gesticula enquanto fala durante um briefing diário em seu ministério em Pequim, 24 de fevereiro de 2020 - Sputnik Brasil, 1920, 16.05.2022
Nos siga noTelegram
A China definiu as declarações do Japão e da UE como “difamatórias e intervencionistas”, e alertou que esta atitude pode provocar um confronto regional.
Seguindo a doutrina de provocações e intervenções nos assuntos internos, orquestrada pelo Ocidente, o Japão e a UE alegam que os chineses são uma ameaça à região, e que estão seriamente "preocupados".
Além disso, os japoneses e os europeus firmaram um acordo para intensificar o intercâmbio de informação sobre a China em relação à dinâmica política, econômica e de segurança, para garantir a soberania territorial da região.
Bandeiras da China e das holdings Fosun e Forte, no centro em Pequim, 15 de novembro de 2021 - Sputnik Brasil, 1920, 13.05.2022
Panorama internacional
China adverte EUA a não provocarem confrontos enquanto firmam laços com países da ASEAN
Por sua vez, o porta-voz do Ministério das Relações Exteriores da China, Zhao Lijian, declarou que os assuntos envolvendo "Taiwan, Hong Kong e Xinjiang são assuntos internos da China e que nenhuma força externa pode interferir".

"Aconselhamos aos países relevantes que dediquem sua energia à gestão de seus próprios assuntos", declarou.

Além disso, o porta-voz lamentou que estas ações possam provocar um confronto regional para conter as ações externas.
"O Japão e a UE exageraram nos assuntos relacionados com a China em reuniões relevantes, difamaram a China, podendo provocar um confronto regional", lamentou.
Por fim, o porta-voz chinês instou Tóquio e Bruxelas a abandonarem a sua limitação ideológica e política de blocos.
Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала