FOTOS de satélite sugerem que China estaria construído submarino com mísseis de lançamento vertical

© AP Photo / Guang NiuUm submarino nuclear chinês durante celebração do 60° aniversário da República Popular da China
Um submarino nuclear chinês durante celebração do 60° aniversário da República Popular da China - Sputnik Brasil, 1920, 16.05.2022
Nos siga noTelegram
Recentes imagens de satélite de um navio no estaleiro chinês sugerem que Pequim estaria desenvolvendo uma nova ou melhorada classe de submarinos nucleares de ataque.
Imagens partilhadas pela agência Reuters e fornecidas pela empresa privada dos EUA Planet Labs que circulam nas redes sociais mostram um submarino em uma doca seca no porto de Huludao, na província de Liaoning.
As imagens de satélite mostram coberturas verdes cobrindo áreas por trás de sua estrutura superior e popa. Estas são partes do navio onde podem ser inseridos tubos de lançamento de mísseis e um novo sistema de propulsão mais silencioso.
O submarino estava fora de água entre 24 de abril e 4 de maio, e mais tarde o aparelho foi visto em estado submerso no mesmo lugar depois após a água ter sido reposta na doca.
Família [de drones] Lux, junto com [empresa] Planet capturou imagens de satélite exclusivas que confirmam um provável submarino nuclear de ataque em doca seca no porto de Huludao, no nordeste da China, cerca de 430 km a leste de Pequim...
De acordo com Collin Koh, especialista em segurança baseado em Cingapura, citado pela Reuters, tem havido um grande interesse pelo desenvolvimento da nova classe de submarinos chineses Type 093 com tubos de lançamento vertical para mísseis guiados.
No entanto, ele observou que as imagens de satélite recentes eram pouco claras para poder identificar o navio com alto grau de certeza.
As imagens "são muito interessantes, mas ainda é muito difícil ter certeza se se trata de um navio melhorado para testes ou de uma nova classe de submarinos", disse Koh, da Escola de Cingapura de Estudos Internacionais (S. Rajaratnam).
Tubos de lançamento verticais adicionariam uma flexibilidade considerável à frota de submarinos de ataque da China, armando os navios com mais mísseis guiados, acrescentou o especialista.
Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала