Força Aérea dos EUA comemora sucesso em teste de armas hipersônicas: 'Grande conquista'

© Foto / Base Aérea Edwards/ Matthew WilliamsUm B-52H Stratofortress do 419º Esquadrão de Testes de Voo decola da Base Aérea de Edwards, na Califórnia, nos EUA (foto de arquivo)
Um B-52H Stratofortress do 419º Esquadrão de Testes de Voo decola da Base Aérea de Edwards, na Califórnia, nos EUA (foto de arquivo) - Sputnik Brasil, 1920, 16.05.2022
Nos siga noTelegram
A Força Aérea dos EUA testou com sucesso um míssil de cruzeiro hipersônico avançado, em 14 de maio, de acordo com um comunicado militar divulgado na noite desta segunda-feira (16).
O lançamento foi realizado a partir da costa sul da Califórnia. A velocidade do foguete foi cinco vezes superior à do som.

"Um B-52H Stratofortress da Força Aérea dos Estados Unidos lançou com sucesso uma Arma de Resposta Rápida por Ar [ARRW, na sigla em inglês] AGM-183A [...] na costa do sul da Califórnia, em 14 de maio", disse a Força Aérea norte-americana no comunicado.

Conforme destacado na nota, esse foi o primeiro lançamento desse tipo de míssil de cruzeiro de um transportador aéreo.

"Esta foi uma grande conquista para a equipe de desenvolvimento do setor militar e para nossa Força Aérea", disse Heath Collins, chefe do programa de armas da Força Aérea dos EUA.

© AFP 2022 / DOD FILES/USAFFuncionária da Força Aérea dos EUA rola bomba enquanto tripulação de munições recarrega um B-52H Stratofortress
Aviador rola bomba até o final do trailer da bomba enquanto a tripulação de munições carrega um B-52H Stratofortress (foto de arquivo) - Sputnik Brasil, 1920, 16.05.2022
Funcionária da Força Aérea dos EUA rola bomba enquanto tripulação de munições recarrega um B-52H Stratofortress. Foto de arquivo

Coreia do Norte retoma construção de reator nuclear, diz mídia

Com base em novas imagens de satélite, a CNN noticiou, no último sábado (14), que a Coreia do Norte teria retomado, nas últimas semanas, a construção de um reator nuclear que estava inativo há algum tempo e que, se for concluído, poderia aumentar sua capacidade de produzir plutônio para armas nucleares.
Especialistas do Instituto de Estudos Internacionais de Middlebury em Monterey fizeram a constatação ao revisar imagens de satélite tiradas pela empresa Maxar da usina nuclear norte-coreana de Yongbyon, em abril e maio deste ano.
Jeffrey Lewis, especialista em armas e professor no instituto, descreveu as imagens obtidas pela CNN como "o primeiro indicador inequívoco de que a Coreia do Norte está em processo de completar o reator", cuja construção foi interrompida em 1994.
Réplicas de mísseis BrahMos (imagem de arquivo) - Sputnik Brasil, 1920, 14.05.2022
Índia testa nova versão de míssil supersônico BrahMos em caça Su-30
Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала