Membros da comitiva de uma delegação em frente da sede das Nações Unidas durante a 76ª sessão da Assembleia Geral da ONU em Nova York, 21 de setembro de 2021 - Sputnik Brasil, 1920, 09.11.2021
Panorama internacional
Notícias sobre eventos de todo o mundo. Siga informado sobre tudo o que se passa em diferentes regiões do planeta.

Candidata a vice-presidente da Colômbia acusa EUA de 'intervenção direta' nas eleições colombianas

© AFP 2022 / Juan Pablo PinoFrancia Márquez, candidata vice-presidencial colombiana, durante comício em Bogotá, Colômbia, 4 de maio de 2022
Francia Márquez, candidata vice-presidencial colombiana, durante comício em Bogotá, Colômbia, 4 de maio de 2022 - Sputnik Brasil, 1920, 14.05.2022
Nos siga noTelegram
Philip Goldberg, embaixador dos EUA na Colômbia, se referiu indiretamente e de forma negativa aos candidatos da coalizão colombiana de esquerda Pacto Histórico, levando a uma resposta de uma de suas candidatas.
Francia Márquez, candidata a vice-presidente da Colômbia pelo Pacto Histórico de esquerda, acusou os EUA de intervirem na política interna de seu país, em referência aos comentários de Philip Goldberg, embaixador americano em Bogotá.
Recentemente, Goldberg afirmou que Washington tem informações sobre possíveis financiamentos e intervenções da Rússia e da Venezuela nas eleições presidenciais da Colômbia de 29 de maio.
"Embora [Goldberg] não tenha mencionado o Pacto Histórico ou Gustavo Petro, é óbvio que ele estava se referindo à nossa candidatura e à nossa aposta política. Creio que isto rompe com a história das relações dos EUA, que não intervém na política, [...] esta é uma intervenção direta do governo dos EUA, através do embaixador, nas eleições", declarou Márquez durante um debate no Instituto da Paz dos EUA em Washington.
Márquez também se referiu ao relacionamento com os EUA e criticou a direita colombiana por procurar apresentar o Pacto Histórico como uma ameaça a Washington e à Colômbia. Segundo a candidata de Gustavo Petro, seu eventual governo não romperia as relações com os EUA, que as fortaleceria, e acredita que Washington respeitará a decisão do povo colombiano.
Homem passa por um cartaz que exibe o presidente da Nicarágua Daniel Ortega e a vice-presidente Rosario Murillo antes das eleições presidenciais no país - Sputnik Brasil, 1920, 20.11.2021
Panorama internacional
'Não somos uma colônia': Nicarágua anuncia saída da Organização dos Estados Americanos
No final de março, a Embaixada da Rússia na Colômbia negou e rejeitou as informações publicadas na mídia local sobre a suposta interferência de Moscou no processo político do país sul-americano.
A dupla de Gustavo Petro e Francia Márquez lidera as preferências eleitorais da Colômbia com 43% das intenções de voto, de acordo com a última pesquisa do Centro Estratégico Latino-Americano de Geopolítica (CELAG), publicada no final de abril.
Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала