Membros da comitiva de uma delegação em frente da sede das Nações Unidas durante a 76ª sessão da Assembleia Geral da ONU em Nova York, 21 de setembro de 2021 - Sputnik Brasil, 1920, 09.11.2021
Panorama internacional
Notícias sobre eventos de todo o mundo. Siga informado sobre tudo o que se passa em diferentes regiões do planeta.

Presidente da China pede que Europa ajude Rússia e Ucrânia nas negociações de paz

© AP Photo / Ng Han GuanPresidente da China, Xi Jinping, em cerimônia no dia 8 de abril de 2022
Presidente da China, Xi Jinping, em cerimônia no dia 8 de abril de 2022 - Sputnik Brasil, 1920, 09.05.2022
Nos siga noTelegram
O presidente chinês, Xi Jinping, disse nesta segunda-feira (9) que as partes relevantes da Europa devem ajudar a Rússia e a Ucrânia a alcançarem a paz por meio de negociações e impedir que o conflito armado se intensifique.
No início do dia, Xi teve uma videoconferência com o chanceler alemão, Olaf Scholz, durante a qual discutiram a cooperação bilateral entre a China e a Alemanha e o diálogo entre o país asiático e a União Europeia (UE).
Os dois líderes também discutiram a situação na Ucrânia.

"A China saúda todos os esforços da comunidade internacional que facilitam o cessar-fogo e as negociações, as partes relevantes devem apoiar a Rússia e a Ucrânia no alcance da paz por meio de negociações", disse o presidente chinês, conforme citado pela estatal China Central Television.

O chanceler alemão, Olaf Scholz, aguarda o início de reunião semanal de gabinete, em Berlim, 13 de abril de 2022 - Sputnik Brasil, 1920, 22.04.2022
Panorama internacional
Olaf Scholz: embargo às entregas de gás russo não conduzirá à paz na Ucrânia
O líder chinês disse que o conflito na Ucrânia levou a Europa a um ponto crítico.
"É necessário fazer todos os esforços para evitar a intensificação e a expansão do conflito, que pode levar a uma situação irreparável", alertou Xi.
Ele também sugeriu que os europeus sejam responsáveis ​​por sua própria segurança, afirmando que a China apoia a Europa desempenhando um papel positivo no processo de paz.
Em 24 de fevereiro, a Rússia lançou uma operação militar na Ucrânia depois que as repúblicas populares de Donetsk (RPD) e Lugansk (RPL) pediram ajuda para se defenderem das tropas ucranianas.
O presidente da Ucrânia, Vladimir Zelensky, fala à mídia em uma entrevista em Viena, na Áustria, terça-feira, em 15 de setembro de 2020 - Sputnik Brasil, 1920, 08.05.2022
Panorama internacional
Jornalista alemã critica Zelensky por convidar Scholz a Kiev em 9 de maio: 'Provocação sem paralelo'
Moscou informou que o objetivo da ação é "desmilitarizar e desnazificar" o país vizinho. Somente alvos militares estão sob a mira das tropas da Federação da Rússia.
O Kremlin informou em diversas ocasiões que não tem planos de ocupar a Ucrânia.
Andrei Melnik, embaixador da Ucrânia na Alemanha, fala com convidados no Hotel Adlon em Berlim, Alemanha, 29 de abril de 2022 - Sputnik Brasil, 1920, 06.05.2022
Panorama internacional
Embaixador ucraniano na Alemanha se recusa a pedir perdão por chamar Scholz de 'salsicha ofendida'
Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала