Membros da comitiva de uma delegação em frente da sede das Nações Unidas durante a 76ª sessão da Assembleia Geral da ONU em Nova York, 21 de setembro de 2021 - Sputnik Brasil, 1920, 09.11.2021
Panorama internacional
Notícias sobre eventos de todo o mundo. Siga informado sobre tudo o que se passa em diferentes regiões do planeta.

Adesão da Ucrânia à União Europeia pode durar anos e até décadas, prevê Macron

© AFP 2022 / Ludovic MarinEmmanuel Macron, presidente francês, dá discurso em Coletiv
Emmanuel Macron, presidente francês, dá discurso em Coletiv - Sputnik Brasil, 1920, 09.05.2022
Nos siga noTelegram
Emmanuel Macron, presidente da França, abordou a questão da Ucrânia e as dificuldades de permitir sua adesão à União Europeia a curto prazo.
O caminho até a Ucrânia entrar na União Europeia (UE) é um processo que demorará anos e possivelmente décadas, declarou na segunda-feira (9) Emmanuel Macron, presidente da França.

"Nós sabemos todos muito bem que o processo que permite a adesão [da Ucrânia] à UE durará vários anos e até, falando francamente, décadas, a não ser que reduzamos os padrões para entrar na União Europeia", disse Macron durante coletiva sobre o futuro da Europa no Parlamento Europeu, em Estrasburgo, França.

Ursula von der Leyen, chefe da Comissão Europeia, entregou um questionário a Vladimir Zelensky durante uma visita a Kiev em abril para lançar as negociações de adesão à UE, salientando que o documento servia de base para as discussões nos próximos meses. Zelensky disse mais tarde que entregou o questionário com a primeira parte preenchida a Matti Maasikas, chefe da representação da UE na Ucrânia, e que a Ucrânia entregaria em breve a segunda parte com as respostas.
Em Kiev, ministro das Relações Exteriores da Áustria, Alexander Schallenberg, participa de coletiva de imprensa após reunião com representantes de Ucrânia, Eslováquia e República Tcheca, em 8 de fevereiro de 2022. - Sputnik Brasil, 1920, 24.04.2022
Panorama internacional
Ucrânia está 'decepcionada' com posição da Áustria sobre cooperação entre União Europeia e Kiev
Antes disso, em 28 de fevereiro, Zelensky assinou o pedido de adesão da Ucrânia à UE, e no dia seguinte o Parlamento Europeu apoiou uma resolução concedendo à Ucrânia o status de país candidato. Os representantes da UE concordaram em instruir a Comissão Europeia a preparar a avaliação dos pedidos de adesão ao bloco europeu da Ucrânia, Geórgia e Moldávia.
Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала