Membros da comitiva de uma delegação em frente da sede das Nações Unidas durante a 76ª sessão da Assembleia Geral da ONU em Nova York, 21 de setembro de 2021 - Sputnik Brasil, 1920, 09.11.2021
Panorama internacional
Notícias sobre eventos de todo o mundo. Siga informado sobre tudo o que se passa em diferentes regiões do planeta.

Austrália chama Ilhas Salomão de 'hostis' após premiê criticar 'hipocrisia' do Ocidente

© AP Photo / Thomas PeterO primeiro-ministro chinês Li Keqiang, à direita, e o primeiro-ministro das Ilhas Salomão, Manasseh Sogavare
O primeiro-ministro chinês Li Keqiang, à direita, e o primeiro-ministro das Ilhas Salomão, Manasseh Sogavare - Sputnik Brasil, 1920, 06.05.2022
Nos siga noTelegram
A denúncia veemente do primeiro-ministro das Ilhas Salomão, Manasseh Sogavare, sobre a "flagrante hipocrisia" do Ocidente em relação ao tratado de segurança com a China foi recebida com indignação pelas autoridades australianas.
O premiê da Austrália, Scott Morrison, tentou encobrir as preocupações do seu governo sobre o seu vizinho insular depois de um funcionário australiano não especificado acusar as Ilhas Salomão de se tornarem cada vez mais hostis após terem assinado um acordo de segurança com Pequim.
Citando um funcionário não identificado, o canal ABC News informa que o governo de Morrison está "temendo" que Sogavare "esteja se tornando cada vez mais autocrático e hostil à Austrália depois de assinar o pacto de segurança com a China".
A retórica antagonista de Canberra surge poucos dias depois que o premiê das Ilhas Salomão denunciou perante o Parlamento como "totalmente inaceitável" uma ameaça de invasão recentemente publicada por um influente meio de comunicação australiano.
Sogavare disse que era "insultuoso" que o governo das Ilhas Salomão estivesse "sendo tratado como alunos do jardim de infância andando por aí com [um revólver] Colt 45 em [suas] mãos" e que, "portanto, [...] precise ser supervisionado" por seus ostensivos aliados ocidentais. "Não temos que ser avisados […] para estarmos cientes do funcionamento da sua estratégia", explicou Sogavare, "em outras partes do mundo, pequenos e grandes países soberanos ou foram invadidos ou eles [países ocidentais] secretamente minavam o governo existente". Estão ocorrendo ações agressivas por parte das potências ocidentais, observou o premiê, porque certas partes se recusam a "aceitar o princípio de 'faça aos outros o que você gostaria que eles fizessem a você'".
Por sua vez, Scott Morrison disse na quinta-feira (5) que "nenhum" do comportamento imperialista alegado pelo premiê das Ilhas Salomão "é verdade". Em vez disso, Morrison insistiu que "na Austrália", Sogavare "encontra um bom amigo".
Alguns duvidam da sinceridade destas declarações, que surgem uma semana após a Austrália ter advertido as Ilhas Salomão que a construção de uma base militar chinesa significaria que o país tinha cruzado uma "linha vermelha".
Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала