Membros da comitiva de uma delegação em frente da sede das Nações Unidas durante a 76ª sessão da Assembleia Geral da ONU em Nova York, 21 de setembro de 2021 - Sputnik Brasil, 1920, 09.11.2021
Panorama internacional
Notícias sobre eventos de todo o mundo. Siga informado sobre tudo o que se passa em diferentes regiões do planeta.

EUA vão liberar US$ 387 milhões em ajuda humanitária para a Ucrânia

© AFP 2022 / Sergei SupinskyEfetivos das Forças Armadas ucranianas deslocam mísseis FIM-92 Stinger produzidos nos EUA no Aeroporto Internacional de Kiev-Borispol, Ucrânia, 13 de fevereiro de 2022.
Efetivos das Forças Armadas ucranianas deslocam mísseis FIM-92 Stinger produzidos nos EUA no Aeroporto Internacional de Kiev-Borispol, Ucrânia, 13 de fevereiro de 2022. - Sputnik Brasil, 1920, 05.05.2022
Nos siga noTelegram
Os Estados Unidos vão dar uma ajuda humanitária adicional à Ucrânia no valor de US$ 387 milhões (R$ 1,9 bilhão).
O anúncio foi feito pelo porta-voz do Departamento de Estado dos EUA, Ned Price, nesta quinta-feira (5).

"Por meio da Agência dos Estados Unidos para o Desenvolvimento Internacional [USAID, na sigla em inglês] nós estamos providenciando cerca de US$ 387 milhões em ajuda humanitária à Ucrânia", disse ele em entrevista cedida a jornalistas.

O pedido se soma a cerca de US$ 4 bilhões (R$ 20 bilhões) em ajuda militar que o governo Biden já comprometeu com a Ucrânia — destes, US$ 3,4 bilhões (R$ 17 bilhões) foram destinados após a Rússia lançar sua operação militar no fim de fevereiro.
O presidente do Conselho Europeu, Charles Michel, fala com jornalistas em uma Conferência Internacional de Doadores para a Ucrânia em Varsóvia, 5 de maio de 2022 - Sputnik Brasil, 1920, 05.05.2022
Panorama internacional
Conselho Europeu sugere que ativos congelados da Rússia sejam confiscados para reconstruir a Ucrânia
O auxílio vem após o anúncio, na última quinta-feira (28), de que o presidente Joe Biden pediu a vultosa cifra de US$ 33 bilhões (R$ 165,1 bilhões) ao Congresso dos EUA em financiamento suplementar de "emergência" para apoiar a Ucrânia, incluindo US$ 20 bilhões (R$ 98,3 bilhões) para assistência militar.
Até agora, o pacote solicitado parece ter conquistado amplo apoio entre os legisladores americanos.
Na semana passada, o historiador e comentarista político Dan Lazare analisou que a alocação de US$ 33 bilhões é um sinal de que a crise ucraniana está deixando de ser um conflito regional para se transformar em um conflito internacional envolvendo a Organização do Tratado do Atlântico Norte (OTAN) e os Estados Unidos.

"Quanto mais combustível Biden joga no fogo, maior a probabilidade de a guerra se espalhar além de seus limites originais", avaliou Lazare.

Representante oficial da chancelaria chinesa, Hua Chunying - Sputnik Brasil, 1920, 05.05.2022
Panorama internacional
Por que Pequim tenta se manter neutra ante conflito na Ucrânia e o que poderia mudar sua postura?
Ele acrescentou que há uma chance de que o resto da aliança da OTAN mergulhe no conflito.

"Se assim for, é 1914 [ano em que a Primeira Guerra Mundial eclodiu] novamente — só que desta vez com armas nucleares. Isso é uma loucura, desnecessário dizer."

Na última terça-feira (3), o Reino Unido organizou "um novo pacote de apoio" para a Ucrânia, totalizando cerca de £ 300 milhões (cerca de R$ 1,895 bilhão), anunciou o primeiro-ministro Boris Johnson.

"Posso anunciar hoje, em nome do governo do Reino Unido, um novo pacote de apoio totalizando £ 300 milhões, incluindo radares para localizar a artilharia que bombardeia suas cidades, drones de carga pesada para abastecer suas forças e milhares de dispositivos de visão noturna", disse Johnson perante o Parlamento ucraniano.

Lança-foguetes estadunidenses Himars  - Sputnik Brasil, 1920, 05.05.2022
Panorama internacional
Ucrânia solicita aos EUA mísseis, drones e lançadores múltiplos de foguetes, diz congressista
Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала