Membros da comitiva de uma delegação em frente da sede das Nações Unidas durante a 76ª sessão da Assembleia Geral da ONU em Nova York, 21 de setembro de 2021 - Sputnik Brasil, 1920, 09.11.2021
Panorama internacional
Notícias sobre eventos de todo o mundo. Siga informado sobre tudo o que se passa em diferentes regiões do planeta.

Nova montagem da propaganda francesa contra a Rússia: agora é a vez das valas no Mali?

© AP Photo / Jerome DelayFoto de arquivo: soldados franceses garantem a evacuação de estrangeiros durante trocas de tiros com jihadistas em Gao, norte do Mali, 10 de fevereiro de 2013
Foto de arquivo: soldados franceses garantem a evacuação de estrangeiros durante trocas de tiros com jihadistas em Gao, norte do Mali, 10 de fevereiro de 2013 - Sputnik Brasil, 1920, 04.05.2022
Nos siga noTelegram
A diretora da Fundação para a Luta contra a Repressão, Mira Terada, comentou as declarações da mídia ocidental, que acusam instrutores militares russos de estarem envolvidos em uma vala comum na cidade maliana de Gossi. Segundo ela, tudo isso não passa de uma montagem da propaganda francesa.
"Na noite de 21 de abril, tiros foram disparados perto da base de Gossi. Uma equipe militar maliana realizou uma patrulha de combate nas proximidades e descobriu uma vala comum com corpos mutilados. As fotos e vídeos dos cadáveres não identificados atingiram imediatamente as redes sociais e provocaram uma onda de revolta no segmento local. Os usuários estão chocados com a descoberta e estão exigindo que os franceses sejam responsabilizados", disse Mira Terada.
Em 19 de abril, o Exército francês abandonou a base de operações de Gossi e a entregou aos militares malianos. De acordo com Terada, uma semana antes do incidente, os meios de comunicação locais tinham divulgado informações sobre o rapto de seis pastores pelos franceses na zona de Gossi, cujo destino ainda é desconhecido.
Também na véspera da retirada do contingente francês, moradores locais ouviram explosões. Eles sugeriram que os franceses estavam destruindo objetos comprometedores.
"Quanto à vala descoberta, os franceses tentam negar seu envolvimento no terrível achado e o chamaram de armação russa. É impossível determinar a partir das imagens a etnia e a nacionalidade das pessoas filmadas perto da base de Gossi. Afirmar que há mercenários russos nas imagens não passa de mais uma provocação da propaganda francesa", disse a diretora.
Presidente interino do Mali, coronel Assimi Goita. - Sputnik Brasil, 1920, 28.04.2022
Panorama internacional
Mali acusa França de 'subversão' e violação de seu espaço aéreo para 'espionagem'
Segundo ela, durante todo o período de presença de instrutores russos no Mali, a França vem acusando o governo de cooperar com mercenários russos, mas não forneceu uma única evidência.

"Este caso mostrou que a França está seriamente preocupada em perder sua influência no Mali, e outra tentativa de ataque de informação contra as Forças Armadas malianas é apenas uma questão de tempo. Exatamente a mesma coisa está acontecendo agora na Ucrânia. A mídia ocidental está tentando impor a toda a humanidade a ideia de que a Rússia está cometendo crimes hediondos no território da Ucrânia", disse a diretora da Fundação para a Luta contra a Repressão.

O professor associado da Universidade de Helsinque Johan Backman também expressou sua opinião na entrevista coletiva da qual Terada participou.
"A Rússia é sempre culpada por tudo. Agora, acusações contra a Rússia são ouvidas em todos os lugares. Então, no final, isso não significa nada", disse Backman. Durante a coletiva de imprensa, os especialistas também falaram sobre o envolvimento do Ocidente na propaganda de ódio em todo o mundo.
Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала