Pessoas usando máscaras de proteção caminham por rua em Paris, França, 27 de maio de 2021 - Sputnik Brasil, 1920, 09.11.2021
Sociedade e cotidiano
As principais notícias, reportagens e artigos sobre sociedade e a rotina cotidiana.

Arqueólogos descobrem túmulo de funcionário real do Antigo Egito (FOTO)

© Foto / Souza_DFPapiro egípcio (imagem de referência)
Papiro egípcio (imagem de referência) - Sputnik Brasil, 1920, 03.05.2022
Nos siga noTelegram
Pesquisadores da missão arqueológica polonesa-egípcia em Saqqara, no Egito, descobriram uma tumba que pertenceu a um funcionário real durante o reinado do faraó Userkare.
O segundo faraó da Sexta Dinastia durante o final do século XXIV e início do século XXIII a.C., Userkare ou Woserkare, cujo significado é "Poderosa é a alma de Ra", subiu ao poder orquestrando uma trama que envolveu um harém e um guarda-costas do palácio para assassinar o faraó Teti.
De acordo com a HeritageDaily, os arqueólogos evolvidos na descoberta acreditam ter encontrado a tumba enquanto escavavam uma capela, descobrindo relevos que descrevem Mehchechi, um funcionário real encarregado de administrar as propriedades do faraó.
Os relevos sugerem que Mehchechi foi admitido nos segredos do arquivo do faraó, o que supostamente indica que ele teve acesso a documentos criados na chancelaria real antes de serem publicados. A capela não estava terminada quando Mehchechi morreu e continha esboços de animais sacrificados como vacas, órixes (mamíferos da família dos antílopes) e íbis (aves da família dos pelicanos) em tinta preta sobre gesso de cal.
A tumba e a capela estão localizadas na borda leste de um grande fosso seco retangular que circunda o complexo funerário da pirâmide de degraus dedicado ao faraó Djoser. O fosso permaneceu em uso por várias centenas de anos após o reinado do faraó, mas hoje está quase inteiramente coberto de escombros e areia trazidos do deserto.
"Apenas inauguramos a fachada da capela, o interior ainda aguarda a próxima temporada de escavações. Mehchechi foi claramente capaz de contratar uma equipe eficiente de artesãos, sua capela é decorada com relevos de excepcional beleza que revelam uma mão excepcionalmente habilidosa – linhas elegantes e modelagem sutil comparáveis aos relevos do túmulo de Merefnebef [vizir na corte do faraó Userkare]", disse o pesquisador da Faculdade de Estudos Orientais da Universidade de Varsóvia Kamil O. Kuraszkiewicz.
A equipe planeja dar prosseguimento às escavações para descobrir o que ainda resta da capela e determinar, inclusive, se a tumba foi saqueada em algum momento de sua história.
O cromatograma do resíduo do fragmento esférico de base cônica - Sputnik Brasil, 1920, 27.04.2022
Sociedade e cotidiano
Arqueólogos encontram objetos de quase 1.000 anos que podem ter sido granadas de mão (FOTOS)
Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала