Membros da comitiva de uma delegação em frente da sede das Nações Unidas durante a 76ª sessão da Assembleia Geral da ONU em Nova York, 21 de setembro de 2021 - Sputnik Brasil, 1920, 09.11.2021
Panorama internacional
Notícias sobre eventos de todo o mundo. Siga informado sobre tudo o que se passa em diferentes regiões do planeta.

EUA planejam enviar autoridades do país à Ucrânia 'o mais rápido possível'

© AFP 2022 / Andre PainO secretário de Defesa dos EUA, Lloyd Austin (C) fala durante uma reunião com membros de um Grupo Consultivo de Segurança da Ucrânia na Base Aérea dos EUA em Ramstein, oeste da Alemanha, em 26 de abril de 2022
O secretário de Defesa dos EUA, Lloyd Austin (C) fala durante uma reunião com membros de um Grupo Consultivo de Segurança da Ucrânia na Base Aérea dos EUA em Ramstein, oeste da Alemanha, em 26 de abril de 2022 - Sputnik Brasil, 1920, 01.05.2022
Nos siga noTelegram
O secretário de Estado dos EUA, Antony Blinken, discutiu o apoio de Washington a Kiev em um telefonema com o ministro das Relações Exteriores da Ucrânia, Dmitry Kuleba, segundo informou o porta-voz do Departamento de Estado dos EUA, Ned Price, neste sábado (30).

"O secretário de Estado Antony J. Blinken conversou hoje com o ministro das Relações Exteriores da Ucrânia, Dmitry Kuleba, em seguimento à sua reunião de 24 de abril em Kiev, e informou que planeja retornar à capital ucraniana o mais rápido possível. O secretário e o ministro das Relações Exteriores discutiram o pedido do governo em 28 de abril ao Congresso de US$ 33 bilhões em segurança, economia e ajuda humanitária para capacitar a Ucrânia a derrotar a inestida 'inescrupulosa' do Kremlin", disse Price em comunicado.

Na quinta-feira (28), o presidente dos EUA, Joe Biden, pediu ao Congresso dos EUA US$ 33 bilhões em financiamento suplementar de emergência para apoiar a Ucrânia, incluindo US$ 20 bilhões para assistência militar.
O ministro das Relações Exteriores da Rússia, Sergei Lavrov, participa de reunião com seu equivalente armênio, o chanceler Ararat Mirzoyan, em Moscou, 8 de abril de 2022 - Sputnik Brasil, 1920, 29.04.2022
Panorama internacional
Lavrov: EUA e OTAN devem estancar fornecimento de armas caso queiram acabar com conflito na Ucrânia
O pedido se soma a cerca de US$ 4 bilhões em ajuda militar que o governo Biden já comprometeu com a Ucrânia, US$ 3,4 bilhões dos quais após a Rússia lançar sua operação militar no final de fevereiro.
No fim de semana passado, Blinken e o secretário de Defesa dos EUA, Lloyd Austin, visitaram Kiev e se encontraram com o presidente ucraniano Vladimir Zelensky.
Durante a visita, Blinken e Austin disseram que diplomatas dos EUA retornariam à Ucrânia na semana seguinte.
Presidente dos EUA, Joe Biden, em 29 de abril de 2022. - Sputnik Brasil, 1920, 30.04.2022
Panorama internacional
Ajuda militar de US$ 33 bilhões de Biden à Ucrânia beneficia acionistas dos EUA, dizem especialistas
A mídia dos EUA informou na terça-feira (26) que diplomatas do país que se mudaram para a Polônia antes da operação da Rússia realizaram uma viagem de um dia à cidade de Lviv, no oeste da Ucrânia, para onde muitos dos tomadores de decisão da Ucrânia se mudaram de Kiev.
A Rússia iniciou uma operação militar especial, em 24 de fevereiro, com o objetivo de "desmilitarizar" e "desnazificar" a Ucrânia, após pedido de ajuda das repúblicas populares de Donetsk (RPD) e Lugansk (RPL) para combater ataques de tropas ucranianas.
A missão, segundo o Ministério da Defesa russo, tem como alvo apenas a infraestrutura militar da Ucrânia.
Moscou afirmou, em diversas ocasiões, que não mantém planos de ocupar o país.
Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала