Membros da comitiva de uma delegação em frente da sede das Nações Unidas durante a 76ª sessão da Assembleia Geral da ONU em Nova York, 21 de setembro de 2021 - Sputnik Brasil, 1920, 09.11.2021
Panorama internacional
Notícias sobre eventos de todo o mundo. Siga informado sobre tudo o que se passa em diferentes regiões do planeta.

MRE da Transnístria anuncia que Ucrânia está por trás das explosões no vilarejo de Kolbasna

© Sputnik / Serviço de imprensa do Ministério do Interior da TransnístriaPrédio danificado em resultado das explosões em Tiraspol, Transnístria, 25 de abril de 2022
Prédio danificado em resultado das explosões em Tiraspol, Transnístria, 25 de abril de 2022 - Sputnik Brasil, 1920, 27.04.2022
Nos siga noTelegram
A chancelaria da Transnístria anunciou hoje, quarta-feira (27) que a Ucrânia está por trás das explosões no vilarejo de Kolbasna.
A Transnístria está envidando todos os esforços para não permitir a escalada da tensão na região. Nesta etapa, as forças próprias são suficientes, ressaltou a entidade.

"Houve incidentes perto do armazém das munições em Kolbasna. Quanto a quem está por trás [disso], segundo os dados preliminares da investigação, os rastros levam à Ucrânia", disse o chefe do MRE da Transnístria, Vitaly Ignatiev, no ar do canal de TV Rossiya 24.

Os autores das explosões na Transnístria, após terem organizado os atos terroristas, saíram para a Ucrânia, eles foram registrados nas câmeras de vigilância, detalhou.
O chanceler também declarou que a Moldávia divulga notícias falsas sobre as causas da explosão.
Antenas que retransmitiam estações de rádio russas destruídas na localidade de Mayak, na não reconhecida República Moldava de Transnístria, foto publicada em 26 de abril de 2022 - Sputnik Brasil, 1920, 27.04.2022
Panorama internacional
Transnístria confirma disparos do lado da Ucrânia no vilarejo de Kolbasna, não há dados de vítimas
Na Transnístria ocorreram três atos terroristas: no prédio do Ministério da Segurança Nacional da Transnístria em Tiraspol, perto da unidade militar do povoado de Parkany e na antena de rádio nas proximidades do povoado de Mayak. Na república foi decretado o nível mais alto, vermelho, de ameaça terrorista.
O presidente da república não reconhecida, Vadim Krasnoselsky, afirmou que os rastros dos organizadores das explosões conduzem à Ucrânia.
Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала