Membros da comitiva de uma delegação em frente da sede das Nações Unidas durante a 76ª sessão da Assembleia Geral da ONU em Nova York, 21 de setembro de 2021 - Sputnik Brasil, 1920, 09.11.2021
Panorama internacional
Notícias sobre eventos de todo o mundo. Siga informado sobre tudo o que se passa em diferentes regiões do planeta.

Rússia tem planos para extrair lítio domesticamente e substituir o que é importado de outros países

© Sputnik / Aleksandr KryazhevFábrica de produção de baterias de íons-lítio na Rússia
Fábrica de produção de baterias de íons-lítio na Rússia - Sputnik Brasil, 1920, 26.04.2022
Nos siga noTelegram
A corporação estatal para energia atômica russa Rosatom e a companhia metalúrgica Nornikel descobriram como abastecer a indústria russa de lítio e substituir as importações, afetadas pelas sanções antirrussas.
As empresas planejam iniciar em conjunto os trabalhos em um depósito na região russa de Murmansk e esperam que o governo dê luz verde já neste ano.
O primeiro vice-diretor-geral da Rosatom, Kirill Komarov, anunciou estes planos em uma reunião do comitê do Conselho da Federação, câmara alta do parlamento russo, realizada nesta segunda-feira (25). Ele disse que o depósito de Kolmozero, localizado na península de Kola, perto do Círculo Polar Ártico, é considerado o mais promissor, relata o veículo de imprensa Finmarket.
"Existem três maneiras na Rússia de extrair lítio", disse o vice-diretor-geral, explicando que começar a exploração de um dos depósitos conhecidos é a primeira destas vias potenciais, enquanto as outras duas são a extração de lítio das salmouras, isto é, aquíferos com alta concentração de sal, em diferentes locais, e a reciclagem de resíduos.
O presidente do México, Andrés Manuel López Obrador, mostra sua carteira de vacinação após receber a primeira dose da vacina contra a COVID-19 da AstraZeneca,  no Palácio Nacional, na Cidade do México, em 20 de abril de 2021. - Sputnik Brasil, 1920, 19.04.2022
Panorama internacional
México lança nacionalização de seu lítio
Esta variedade de fontes deve ser equilibrada e "é preciso comprar ativamente no exterior o mais barato possível", ressaltou o representante da Rosatom.
Por sua vez, o presidente da Nornikel, Vladimir Potanin, espera que esta colaboração seja um "passo adiante" na produção na Rússia das "eficazes e modernas baterias".
O depósito Kolmozero contém 18,9% das reservas russas de lítio disponíveis, de acordo com um comunicado da empresa. O seu desenvolvimento foi um dos pontos-chave do acordo entre a Nornikel e a Rosatom, anunciado nesta segunda-feira (25), que prevê também a navegação no Ártico, tal como o desenvolvimento de uma frota de quebra-gelos e da infraestrutura da Rota Marítima do Norte.
Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала