Membros da comitiva de uma delegação em frente da sede das Nações Unidas durante a 76ª sessão da Assembleia Geral da ONU em Nova York, 21 de setembro de 2021 - Sputnik Brasil, 1920, 09.11.2021
Panorama internacional
Notícias sobre eventos de todo o mundo. Siga informado sobre tudo o que se passa em diferentes regiões do planeta.

Lavrov: é pouco provável que negociações sobre Ucrânia sejam eficazes se Kiev seguir recebendo armas

© Aleksei FilippovMinistro das Relações Exteriores da Rússia, Sergei Lavrov (à esquerda), e o secretário-geral da ONU, António Guterres, durante reunião em Moscou
Ministro das Relações Exteriores da Rússia, Sergei Lavrov (à esquerda), e o secretário-geral da ONU, António Guterres, durante reunião em Moscou - Sputnik Brasil, 1920, 26.04.2022
Nos siga noTelegram
Rússia apoia uma solução acordada para a crise da Ucrânia, mas é pouco provável que as negociações sejam bem-sucedidas se Kiev continuar a ser "bombeada" com armas, disse o ministro das Relações Exteriores russo, Sergei Lavrov.
"Em se tratando de soluções acordadas, sim, somos a favor de soluções acordadas. Como sabem, logo após o início de março, o presidente [Vladimir] Zelensky propôs negociações e [nós] concordamos", disse Lavrov.

"Mas como se comportou a delegação ucraniana nas conversações e como o próprio presidente Zelensky se comportou, recusando-se a confirmar que há uma semana eles receberam nossas novas propostas, tenho dito isso repetidamente e é naturalmente frustrante", afirmou chanceler russo.

O chefe da diplomacia russa acrescentou que "eles [ucranianos] não parecem estar particularmente interessados nas negociações".
Lavrov ressaltou que, se o envio de armamento à Ucrânia continuar, é improvável que as negociações tenham algum resultado.
"Se isso [envio de armamentos à Ucrânia] continuar, é claro que as negociações dificilmente terão qualquer resultado, mas vou repetir mais uma vez, estamos empenhados em uma solução acordada e empenhados também no cessar-fogo, o que fazemos diariamente declarando [a abertura] de corredores humanitários", disse o ministro russo.
Ucrânia deve responder o mais rapidamente possível às propostas de acordo transferidas pela Rússia se Kiev estiver séria em alcançar resultados nas conversações, declarou Lavrov.
Ministro das Relações Exteriores da Rússia, Sergei Lavrov (à direita), e o secretário-geral da ONU, António Guterres, durante reunião em Moscou - Sputnik Brasil, 1920, 26.04.2022
Panorama internacional
Devem ser criadas condições para diálogo sobre Ucrânia e cessar-fogo, diz Guterres a Lavrov
"Se se trata de uma atitude séria nas negociações, seria melhor que eles [autoridades ucranianas] respondessem rapidamente às nossas propostas, que estão do seu lado há mais de dez dias, sobre as quais como se verificou [o presidente da Ucrânia, Vladimir] Zelensky disse não ter ouvido falar", notou Lavrov, durante coletiva de imprensa após as conversações com o secretário-geral da ONU, António Guterres.
Anteriormente, foi relatado que nesta reunião em Moscou o chefe da diplomacia russa Lavrov informaria Guterres sobre o desenrolar da operação militar especial na Ucrânia.
Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала