Membros da comitiva de uma delegação em frente da sede das Nações Unidas durante a 76ª sessão da Assembleia Geral da ONU em Nova York, 21 de setembro de 2021 - Sputnik Brasil, 1920, 09.11.2021
Panorama internacional
Notícias sobre eventos de todo o mundo. Siga informado sobre tudo o que se passa em diferentes regiões do planeta.

Série de explosões é ouvida no edifício do Ministério da Segurança do Estado da Transnístria

© Foto / Telegram / TCV Pridnestrovye Telegram channelPhoto shows damage to security services building in Tiraspol, Transnistria.
Photo shows damage to security services building in Tiraspol, Transnistria. - Sputnik Brasil, 1920, 25.04.2022
Nos siga noTelegram
De acordo com um correspondente da Sputnik, uma série de explosões tomou palco no prédio do Ministério da Segurança do Estado da não reconhecida República Moldava Transdniestriana, em Tiraspol, danificando janelas e interrompendo o trânsito no lugar segundo testemunhas.
Nesta segunda-feira (25), uma série de explosões ocorreu em Tiraspol, no prédio do Ministério da Segurança do Estado da não reconhecida República Moldava Transdniestriana, informou um correspondente da Sputnik.
De acordo com testemunhas oculares, explosões poderosas foram ouvidas. Janelas de casas vizinhas foram danificadas. O trânsito próximo ao prédio está bloqueado. Carros de polícia, ambulâncias, socorristas e bombeiros estão no local.
Imagens do prédio publicadas nas redes sociais mostram várias de suas janelas destruídas. As janelas dos prédios ao lado também sofreram danos.
Alguns canais do Telegram também publicaram fotos, supostamente tiradas por testemunhas oculares, mostrando o que parecem ser lançadores de foguetes gastos em uma estrada ao lado do prédio. A autenticidade dessas imagens ainda não foi confirmada.
O Ministério do Interior confirmou, na noite desta segunda-feira (25), que "de acordo com dados preliminares" o prédio foi alvejado por lançadores portáteis de foguetes antitanque.
© Foto / Telegram / Krepost Telegram channelLançadores de foguetes gastos estavam em uma estrada perto do prédio dos serviços de segurança em Tiraspol, na Transnístria
Lançadores de foguetes gastos estavam em uma estrada perto do prédio dos serviços de segurança em Tiraspol, na Transnístria - Sputnik Brasil, 1920, 25.04.2022
Lançadores de foguetes gastos estavam em uma estrada perto do prédio dos serviços de segurança em Tiraspol, na Transnístria
Situada na margem direita do rio Dniester, a Trasnístria é independente de fato da Moldávia desde 1992, quando forças de paz russas foram enviadas para a região para interromper os combates entre Chisinau e as forças pró-independência locais. A região está situada entre a Moldávia, a oeste, e a Ucrânia, a leste, e enfrentou tensões crescentes em meio à operação especial militar liderada pela Rússia na Ucrânia.
A Transnístria não é reconhecida por nenhum membro das Nações Unidas, mas é reconhecida pela Abkházia e pela Ossétia do Sul, o par de independentistas do Cáucaso que goza de reconhecimento limitado de países como Rússia, Nauru, Nicarágua, Síria e Venezuela.
Secretários de Estado e de Defesa dos EUA, Antony Blinken e John Kirby, com o presidente ucraniano, Vladimir Zelensky, durante visita a Kiev, 24 de abril de 2022 - Sputnik Brasil, 1920, 25.04.2022
Panorama internacional
Em 1ª visita a Kiev, Blinken e Austin se comprometem a prestar mais ajuda militar à Ucrânia
A Transnístria é o lar de cerca de 475.000 pessoas, com moldavos étnicos (33%), russos (34%) e ucranianos (26,7%) e outros grupos, incluindo búlgaros, gagaúzes, belarussos, alemães e judeus. Na época em que proclamou sua independência, em 1990, apesar de representar apenas 12% da área terrestre da República da Moldávia, a região representava 40% de sua indústria e 90% de sua produção de eletricidade. Hoje, a Transnístria e a Moldávia estão entre os países mais pobres da Europa.
Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала